O Caminho para Sófia

O Caminho para Sófia é um longa-metragem de 1978 lançado para a televisão búlgaro-soviética baseado em acontecimentos históricos e no romance homônimo de Stefan Dichev.[1] O autor do romance é também o autor do roteiro do filme. O filme foi rodado por ocasião do 100º aniversário da Libertação da Bulgária.

O Caminho para Sófia
União Soviética, Bulgária
1978 •  cor •  316 min 
Direção Nikolai Mashchenko
Produção Televisão na União Soviética
Televisão Nacional da Bulgária
Roteiro Stefan Dichev
Elenco Georgi Georgiev
Peter Slabakov
Gênero filme histórico
filme de drama
Estreia 1978/79
Idioma russo; búlgaro

EnredoEditar

O enredo apresenta eventos artisticamente interpretados em torno da libertação de Sófia durante a Guerra russo-turca de 1877–1878.

A moderna capital da Bulgária semanticamente leva o nome de Sofia (mártir) e é a apoteose de Sofia (sabedoria) que significa Sofia (gnosticismo). A cidade tem uma história muito antiga e é a residência de Constantino, o Grande. A Igreja de Santa Sofia (Sófia) é também um monumento histórico.

Após a conquista de Pleven e a capitulação de Osmã Nuri Paxá, a batalha mais importante da guerra foi vencida, mas a guerra não foi vencida. Qual será o desfecho da guerra mais importante do percurso do "Grande Jogo" depende do próximo lance do "tabuleiro de xadrez". O exército russo foi comandado pessoalmente pelo imperador Alexandre II da Rússia e a vitória levou ao Congresso de Berlim e ao retorno da Rússia como primeiro violino no concerto das grandes potências, como foi o caso no Congresso de Viena.

Em 4 de janeiro de 1878, o exército russo entrou em Sofia, abrindo caminho para Edirne e Constantinopla (Via Militaris), que venceram a guerra. O filme recria em uma base histórica esses eventos, incluindo o papel dos cônsules italiano e francês na cidade na época e a neutralização pela inteligência russa do chefe da inteligência britânica nos Bálcãs da época.[2]

Sofia foi proposta como nova capital da Bulgária por Marin Drinov (primeiro presidente da Academia de Ciências da Bulgária) na primeira assembleia nacional constituinte. No século IX, com a conquista de Sofia por Krum, abriu-se a oportunidade para a cristianização da Bulgária, um processo histórico-cultural que levou à cristianização de grande parte da Europa e à subsequente missão de Cirilo e Metódio.

Ver tambémEditar

Referências