A palavra oficina, define o local de uma atividade laboral, principalmente manual ou artesanal, tal como a que se desenvolve para fabricar algo. Provém do latim "opificium", derivada de "opificis", artesão, palavra formada mediante a justaposição de "opus", obra, e "facere", fazer. Junto com suas aplicações práticas para consertar bens ou fazer pequenas séries de fabricação, as oficinas são usadas para manter e criar protótipos e produtos.[1][2][3]

Bancada de uma oficina.
Oficina moderna.

Muitas palavras de nossa língua procedem de "opificium" e seus derivados, tais como ofício, oficial, oficioso:

  • Oficina de automóveis: lugar onde se fazem consertos de veículos.[4]
  • Oficina pedagógica: ambiente destinado ao desenvolvimento das aptidões e habilidades, mediante atividades laborativas orientadas por professores capacitados, e em que estão disponíveis diferentes tipos de equipamentos e materiais para o ensino ou aprendizagem, nas diversas áreas do desempenho profissional.

Figurativamente, pode relacionar-se com sessões de encontros (meeting) entre profissionais e/ou estudantes para solução de problemas comuns: oficina de literatura; oficina de música; etc.

Referências

  1. Flaherty, Joe (14 de maio de 2012). «Ford + TechShop: Getting Employees to Tinker». Wired. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  2. Burress, Charles (22 de dezembro de 1997). «A Tinkerer's Paradise in Berkeley / Young, old inventors are offered tools, techniques and inspiration». SF Chronicle. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  3. Carlson, Adam (5 de setembro de 2013). «Top 8 Tools for Building a Personal Prototyping Laboratory». EE Times. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  4. BOSCH, Robert. Manual de Tecnologia automotiva. Blucher, 2005.
  Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Oficina