Ogata Kōrin

Pintor japonês


Ogata Kōrin (尾形光琳? Quioto, 1658 — Quioto, 2 de junho de 1716) foi um pintor, envernizador e desenhador japonês da escola Rinpa.[1][2]

Ogata Kōrin
Nascimento 1658
Quioto
Morte 2 de junho de 1716 (57–58 anos)
Quioto
Cidadania Japão
Irmão(s) Kenzan Ogata
Ocupação pintor, xilogravador
Movimento estético Rimpa school

Ogata é conhecido pelos seus biombos (byōbu): Íris (紙本金地著色燕子花図 shihonkinji chakushoku kakitsubata-zu?),[3] e Flores Vermelhas e Brancas de Ameixoeira (紙本金地著色紅白梅図 shihonkinjichakushoku kōhakubaizu?)[4] (ambos classificados como Tesouros Nacionais do Japão), e pelas suas pinturas em cerâmicas e objetos laqueados,[1] produzidas pelo seu irmão Kenzan (1663–1743). Definido como um desenhador prolífico, trabalhou com vários objetos decorativos e práticos, como leques, pinturas em laca (maki-e), caixas de escrita e de medicina (inrō).[carece de fontes?]

A ele também é atribuído[5] a revitalização e consolidação da pintura japonesa na escola Rinpa, cinquenta anos após a sua fundação por Hon'ami Koetsu (1558–1637) e Tawaraya Sōtatsu (c. 1570 – c. 1640). O termo "Rinpa", criado durante a era Meiji, significa "escola de [Kō]rin".[6] Em especial, influenciou fortemente o pintor Sakai Hōitsu (1761–1828), que replicou muitas das suas pinturas e popularizou o seu trabalho, tendo organizado a primeira exposição das pinturas de Kōrin no centésimo aniversário da sua morte.[7]

GaleriaEditar

Biombos


Rolos de pintura
Artesanatos

Referências

  1. a b Nezu Museum 2015, p. vii.
  2. Nussbaum & Roth 2015, p. 561.
  3. «Irises» (em inglês). Universidade Columbia. Consultado em 31 de março de 2019 
  4. Hayakawa et al. 2007, p. 57.
  5. Metropolitan Museum of Art 2000, p. 189.
  6. Metropolitan Museum of Art 2000, p. 310.
  7. Carpenter 2012, p. 26.

BibliografiaEditar