Onésimo Silveira

político e escritor cabo-verdiano
Onésimo Silveira
Nascimento 1935
Mindelo
Morte 29 de abril de 2021 (86 anos)
Cidadania Cabo Verde
Alma mater Universidade de Uppsala
Ocupação escritor, político, embaixador, tradutor

Onésimo Silveira (Mindelo, 1935 - 29 de abril de 2021) foi um político, diplomata, escritor e tradutor de Cabo Verde. É considerado um dos mais proeminentes da elite literária de Cabo Verde.

BiografiaEditar

Nasceu em 1935 na ilha de São Vicente e estudou em Uppsala, na Suécia durante a década de 1960, depois de ter passado um período na China. Fez o doutoramento em Ciências Políticas, pela Universidade de Uppsala (Suécia), em 1976, ano em que começou a trabalhar na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Foi crucial para o início do trabalho de solidariedade com o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC).

Foi embaixador de Cabo Verde em Portugal, em 2002, e o primeiro presidente da Câmara Municipal do Mindelo, em 1992.

Em 2012 recebeu o Doutoramento Honoris Causa pela Universidade do Mindelo, em Cabo Verde.[1][2][3][4][5][6][7][8][9][10]

Faleceu em 29 de abril de 2021, vítima de doença prolongada.[11]

BibliografiaEditar

  • Toda a gente fala; sim, senhor. Sá da Bandeira: Publicações Imbondeiro, 1960.
  • Hora grande; poesia caboverdiana. Nova Lisboa: Publicações Bailunda, 1962.
  • Consciencializac̦ão na literatura caboverdiana. Lisboa: Edic̦ão da Casa dos Estudantes do Império, 1963.
  • Africa South of the Sahara: Party Systems and Ideologies of Socialism. Stockholm: Rabén och Sjögren, 1976.
  • A saga das as-secas e das graças de nossenhor. Portugal: Publicações Europa-América, 1991
  • A tortura em nome do partido único: o PAICV e a sua polícia política : [depoimentos]. [S. Vicente, Cabo Verde]: Edições Terra Nova e Ponto & Vírgula, 1992.
  • Contribuição para a construção da democracia em Cabo Verde, (Intervenções). Gráfica do Mindelo, 1994.
  • A democracia em Cabo Verde.[12][7] Extra-colecção. Lisboa: Edições Colibri, 2005.
  • Roque, Fátima, Joaquim Alberto Chissano, Onésimo Silveira, and António de Almeida Santos. África, a NEPAD e o futuro. Luanda, Angola: Texto Editores, 2007.
  • Poemas do tempo de trevas: Saga (poesia inédita e dispersa) Hora grande (reedição). Praia: Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, 2008.

Referências

  1. Hamilton, Russell G. Voices from an Empire: A History of Afro-Portuguese Literature. Minnesota monographs in the humanities, v. 8. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1975. pp. 269, 273
  2. Hamilton, Russell G. Voices from an Empire: A History of Afro-Portuguese Literature. Minnesota monographs in the humanities, v. 8. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1975. p. 272
  3. Sellström, Tor. Sweden and National Liberation in Southern Africa. Uppsala: Nordiska Afrikainstitutet, 1999. p. 51
  4. Eriksen, Tore Linné. Norway and National Liberation in Southern Africa. Uppsala, Sweden: Nordic Institute of African Studies, 1999. pp. 73-74
  5. Soiri, Iina, and Pekka Peltola. Finland and National Liberation in Southern Africa. Uppsala: Nordiska afrikainstitutet, 1999. p. 47
  6. Sellström, Tor. Sweden and National Liberation in Southern Africa. Uppsala: Nordiska Afrikainstitutet, 1999. p. 63
  7. a b «Onésimo Silveira | Wook». www.wook.pt. Consultado em 2 de maio de 2021 
  8. Abílio, Tolentino (2007). «African Party for the Independence of Cape Verde». Cabonet Nederland. Consultado em 7 de fevereiro de 2010. Arquivado do original em 24 de julho de 2011 
  9. Öar förlorade i havet Arquivado em 27 de julho de 2011, no Wayback Machine.
  10. Hamilton, Russell G. Voices from an Empire: A History of Afro-Portuguese Literature. Minnesota monographs in the humanities, v. 8. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1975. pp. 269, 273
  11. observador.pt (29 de abril de 2021). «Morreu antigo embaixador de Cabo Verde em Portugal Onésimo Silveira aos 86 anos vítima de doença prolongada». 29-4-2021. Consultado em 29 de abril de 2021 
  12. Silveira, Onésimo (2005). A democracia em Cabo Verde. Col: Extra-colecção. Lisboa: Edições Colibri