Orbit Downloader é um gerenciador de download descontinuado para Microsoft Windows. Lançado em 2006, seus desenvolvedores o abandonaram em 2009.[1] Em 2013, o Orbit Downloader foi classificado como malware pelo software antivírus depois que a ESET descobriu um botnet no aplicativo.[2][3][4][5]

Orbit Downloader
Desenvolvedor Innoshock
Plataforma Windows
Modelo do desenvolvimento Proprietário
Lançamento 8 de novembro de 2006 (17 anos)
Versão estável 4.1.1.19 (17 de janeiro de 2014; há 10 anos)
Idioma(s) 35 idiomas
Sistema operacional Windows
Gênero(s) Gerenciador de downloads
Licença Adware
Estado do desenvolvimento Descontinuado
Página oficial orbitdownloader.com (Offline)

Recursos editar

Uma das principais características do programa é a capacidade de capturar e baixar arquivos de vídeo Flash embutidos de plataformas de vídeo online.[6] O Orbit Downloader também acelera os downloads agindo como um cliente peer-to-peer, utilizando a largura de banda de outros usuários.

Orbit Downloader suporta download de protocolos HTTP, HTTPS, FTP, Metalink, RTSP, MMS e RTMP. O Orbit Downloader é compatível com os navegadores Internet Explorer, Maxthon, Mozilla Firefox e Opera.[6]

Financiamento e conduta maliciosa editar

Embora o Orbit Downloader seja gratuito, é um produto com suporte a anúncios, pois oferece a alteração da página inicial do navegador da web durante a instalação e também oferece a instalação de software que não é crítico para seu funcionamento. Além disso, ele começou a exibir anúncios embutidos dentro da janela principal do programa e quando uma caixa de diálogo de um download concluído aparece. Em 21 de agosto de 2013, o blog WeLiveSecurity, publicado pela empresa de segurança ESET, anunciou que, desde a versão 4.1.1.15, o Orbit Downloader incluira um módulo semelhante a botnet que executa ataques DDoS sem o conhecimento ou permissão do usuário. Por causa de seu comportamento duvidoso, ele começou a ser detectado como malware.[1][7][8][9][5] Betanews tentou contato com os desenvolvedores mas acabou descobrindo que a última atividade no blog de desenvolvimento foi em 2009 e que o fórum da comunidade do Orbit havia sido deixado para um spammer.[1]

Ver também editar

Referências

  1. a b c Williams, Mike (23 de agosto de 2013). «Orbit Downloader includes DDoS code, says ESET». Betanews 
  2. «Orbital Decay: the dark side of a popular file downloading tool». WeLiveSecurity. ESET. 21 de agosto de 2013. Consultado em 21 de agosto de 2013 
  3. Constantin, Lucian (22 de agosto de 2013). «Popular download management program has hidden DDoS component, researchers say». Computerworld. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  4. «DDoS Weapon Found Hidden in Orbit Downloader». Infosecurity Magazine. 23 de agosto de 2013. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  5. a b Clarke, Tom (23 de agosto de 2013). «Orbit Downloader contains trojan – downloads blocked». Softonic 
  6. a b «Features». OrbitDownloader.com. Innoshock. Consultado em 4 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2011 
  7. «Orbit Rich Media Downloader:download social video, music streaming media, rtmp and more...Pandora,YouTube,Yahoo,Myspace,Dailymotion,RapidShare...». web.archive.org. 8 de fevereiro de 2011. Consultado em 6 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2011 
  8. «Orbit Downloader». Download.com (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2020 
  9. «Orbit Downloader 4.1.1.18 - Software reviews, downloads, news, free trials, freeware and full commercial software». Downloadcrew. Consultado em 6 de dezembro de 2020