Ortenau (até ao século XVI chamado de Mortenau) é uma região histórica da Alemanha, no sudoeste do estado de Bade-Vurtemberga.

Vinhedos no Ortenau

LocalizaçãoEditar

Esta região está localizada na margem direita do rio Reno, entre o Reno Superior (Oberrhein) e o sopé da Floresta Negra. As suas fronteiras vão desde a região da Brisgóvia, cobrindo aproximadamente a mesma área do atual Distrito de Ortenau, um distrito administrativo cujo centro é Ofemburgo.

HistóriaEditar

A região aparece referida pela primeira vez como Mordunouva num documento datado de 763. No período medieval foi uma região (Gau) pertencente ao ducado da Suábia, recebendo o nome a partir de uma fortificação próxima de Ortemberga, no local onde hoje se encontra o castelo local (Ortenberg Schloss).

Em 1007, Henrique II, Sacro-imperador Romano-Germânico, doou Ortenau como feudo ao Príncipe-Bispo de Bamberga. Contudo, como os bispos não conseguiam controlar as suas terras na Suábia, confiaram o governo local à Casa de Zähringen.

Quando alinha principal dos Zähringen se extinguiu em 1218, deflagrou um conflito pelo controlo do território entre os seus herdeiros, os Margraves de Baden, os Príncipes-Bispos de Estrasburgo e o imperador Frederico II, um Hohenstaufen. O resultado foi a sua desintegração sendo substituido por pequenos estados, uns adquiridos pelo Príncipe-Bispo de Estrasburgo, outros controlados pelo imperador.

Entre 1803 e 1819, o Ortenau foi integrado no Grão-Ducado de Baden.

Ver tambémEditar

NotasEditar

  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Ortenau ».

BibliografiaEditar

  • (em alemão) Die Ortenau: Zeitschrift des Historischen Vereins für Mittelbaden. Ofemburgo, 1910, http://dl.ub.uni-freiburg.de/diglit/ortenau (online);
  • (em alemão) Ulrich Coenen: Die Baukunst der nördlichen Ortenau. Denkmäler in Bühl, Bühlertal, Ottersweier, Lichtenau, Rheinmünster und Sinzheim. Editora: Badische Neueste Nachrichten, Karlsruhe, 1993, ISBN 3-927725-14-5.
  • (em alemão) Otto Kähni: Die Landvogtei Ortenau. em Vorderösterreich. Eine geschichtliche Landeskunde, Friburgo, 1967, pág. 491–503.
  • (em alemão) Theodor E. Mommsen: Die Landvogtei Ortenau und das Kloster Gengenbach unter Kaiser Ludwig dem Bayern. Eine Urkundenkritische Untersuchung no Zeitschrift für die Geschichte des Oberrheins, 1936, pág. 165-213.