Abrir menu principal

Ortiga (Mação)

freguesia de Mação, Portugal
Disambig grey.svg Nota: Se procura o lugar da freguesia de Fátima, veja Ortiga (Fátima).
Portugal Portugal Ortiga 
  Freguesia  
Praia Fluvial de Ortiga, em Mação
Praia Fluvial de Ortiga, em Mação
Localização no concelho de Mação
Localização no concelho de Mação
Ortiga está localizado em: Portugal Continental
Ortiga
Localização de Ortiga em Portugal
Coordenadas 39° 29' 06" N 8° 01' 16" O
País Portugal Portugal
Região Centro (Região das Beiras)
Sub-região Médio Tejo
Província Beira Baixa
Concelho MAC.png Mação
Administração
- Tipo Junta de freguesia
- Presidente Rui Fernando Eusébio de Matos Dias (PS)
Área
- Total 15,95 km²
População (2011)
 - Total 590
    • Densidade 37 hab./km²
Orago Nossa Senhora das Dores

Ortiga é uma freguesia portuguesa do concelho de Mação, na província da Beira Baixa, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região do Médio Tejo, com 15,95 km² de área e 590 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 37 hab/km².

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Ortiga [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 098 1 221 1 477 1 150 1 029 903 744 627 590

Criada pelo decreto nº 15.324, de 31/03/1928, com lugares das freguesias de Mação e Penhascoso

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 61 58 299 209 9,7% 9,3% 47,7% 33,3%
2011 56 48 247 239 9,5% 8,1% 41,9% 40,5%

HistóriaEditar

Foi habitada por uma comunidade judaica.

A localidade, junto do rio Tejo, tem uma paisagem que se alarga até longe, sobre os campos vizinhos ao rio.

Os antepassados históricos de Ortiga são em tudo semelhantes aos do resto do Concelho de Mação.

Freguesia desde 21 de Março de 1928, é uma área rica em espólio de épocas históricas como a Romana onde se destaca a estação arqueológica do Vale do Junco que se pensa tratar-se de um balneário romano. Ainda anterior a esta construção podemos encontrar uma anta em excelente estado de conservação que se situa na foz do Rio Frio.

No entanto, nem só de património histórico e artístico vive Ortiga, onde podemos desfrutar toda a beleza natural dos vastos pinhais e da albufeira da Barragem de Belver (Rio Tejo), onde durante todo o ano são praticados vários desportos náuticos e usufruir da soberba paisagem oferecida.

Historicamente a designação Ortiga poderá ter início com a passagem nesta região dos sarracenos que aqui se fixaram e aplicaram um topónimo derivado do grego (Ortygus). Veja-se que Ortigo na nossa língua é uma palavra de origem grega usada para traduzir a ideia de codorniz (ortigopia, jogo praticado na antiga Atenas, consistia em abater codornizes à mão). Assim terá nascido a designação de Ortiga devido a abundância de codornizes nestes campos. Do grego Ortygus por via árabe surge Ortigana “terra de codornizes” que por sua vez, com os primeiros povoadores cristãos, perde a sílaba final.

Actividades económicasEditar

Silvicultura, agricultura, apicultura, indústria têxtil, construção civil, comércio, turismo, pesca, moagem.

LocalidadesEditar

  • Barragem
  • Estação
  • Ortiga

PatrimónioEditar

Outros locais de interesse turísticoEditar

  • Barragem
  • Parque de Campismo
  • Praia Fluvial de Ortiga
  • Jardim da freguesia
  • Casa de Turismo Rural (www.casadaestacao.com)
  • Casa da Galinhola

Festas e romariasEditar

  • N. S. das Dores (Sábado mais próximo de 15 de Agosto)

GastronomiaEditar

Lampreia, Achegã, Caldeirada de peixe. Em termos gastronómicos há a referir ainda as migas (diferentes das migas alentejanas mais conhecidas) e açordas de ovas e enguias.

ArtesanatoEditar

Picareto, peças em madeira e arame (crivos, peneiras, gaiolas), mantas, colchas e tapetes.

ColectividadesEditar

  • Cooperativa de prestação de Serviços Agro-Pecuários - COPSAPOR
  • Cooperativa dos Olivicultores de Ortiga
  • Liga Regional de Melhoramentos de Ortiga
  • Associação dos Caçadores de Ortiga
  • Associação Recreativa Cultural e Desportiva "Os Amigos da Estação de Ortiga"

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes


  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.