Paços do Concelho do Porto

edifício da Câmara Municipal do Porto

Os Paços do Concelho do Porto são o edifício sede do Município do Porto, em Portugal, cuja construção teve início em 1920, conforme projeto do arquiteto Correia da Silva.[1]

Paços do Concelho do Porto.

A obra surgiu na sequência do plano de expansão do centro cívico da cidade, elaborado pelo arquiteto inglês Barry Parker e aprovado em 1916.[1] A concretização deste plano levou à expansão para norte da Praça da Liberdade, abrindo-se a Avenida dos Aliados e a Praça do General Humberto Delgado.[1]

Apesar de ter sido iniciado em 1920, as obras do edifício dos paços do concelho sofreram inúmeras interrupções, tendo sido introduzidas alterações ao projeto inicial, pelo aquiteto Carlos Ramos.[1] Os serviços camarários só se instalaram no novo edifício em 1957.[1]

O edifícioEditar

O edifício é constituído por seis pisos, uma cave e dois pátios interiores. A torre central, com 70 metros de altura e um relógio de carrilhão, é acessível por uma escada interior de 180 degraus. Os interiores, de mármore e granito, são ricamente decorados.[1]

A fachada de granito (retirado no início do século XX das pedreiras de São Gens, no concelho de Matosinhos) é decorada com uma dúzia de esculturas da autoria de José Sousa Caldas e Henrique Moreira, representando atividades ligadas desde sempre ao Porto, como a viticultura, a indústria ou a navegação.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e f «Edifício Paços do Concelho - Autarquia - Câmara Municipal do Porto». www.cm-porto.pt. Consultado em 13 de julho de 2016 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Paços do Concelho do Porto
  Este artigo sobre Património, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.