Palácio de Domiciano

O Palácio de Domiciano foi construído como residência oficial do imperador romano Domiciano em 81-92 d.C. e foi usado como tal pelos imperadores subsequentes.[1] Os seus restos estão no topo e dominam o Monte Palatino em Roma, ao lado de outros palácios.

Nomes de partes do palácio

O Palácio é uma estrutura maciça hoje dividida em três áreas, em parte seguindo a forma como os negócios e a vida privada foram separados para que pudessem ser conduzidos em paralelo. Os nomes modernos usados para essas peças são:

Não foi totalmente exposto porque as peças estão sob edifícios mais recentes.

O palácio foi um dos muitos projectos arquitectónicos de Domiciano, a renovação do Circo Máximo, a renovação do Panteão e três templos deificando os membros da sua família: o templo de Vespasiano e Tito, o Porticus Diuorum e o Templo da Gente Flávia .[3]

Jardim ou "estádio" do Palácio de Domiciano

Referências

  1. Rome, An Oxford Archaeological Guide, A. Claridge, 1998 p. 134 ISBN 0-19-288003-9
  2. «Domus Augustana - Italy». Trip Historic 
  3. Darwall-Smith, Robin Haydon. Emperors and Architecture: A Study of Flavian Rome. Brussels: Latomus Revue D'Etudes Latines, 1996.