Papa Inocêncio IV

Papa Inocêncio IV (1195 – 7 de dezembro 1254),[1] nascido Sinibaldo Fieschi, foi eleito em 25 de Junho de 1243, depois de dois anos de sede vacante. Lutou duramente contra o imperador Frederico II, Sacro Imperador Romano-Germânico. Por este motivo, teve que abandonar Roma. O imperador faleceu em 1250 e só nessa altura Inocêncio pôde regressar a Roma.[2]

Inocêncio IV
Papa da Igreja Católica
180° Papa da Igreja Católica
Atividade eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Eleição 25 de junho de 1243
Entronização 28 de junho de 1243
Fim do pontificado 7 de dezembro de 1254 (11 anos)
Predecessor Celestino IV
Sucessor Alexandre IV
Ordenação e nomeação
Ordenação episcopal 28 de junho de 1243
Nomeado arcebispo 25 de junho de 1243
Cardinalato
Criação 18 de setembro de 1227
por Papa Gregório IX
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Lourenço em Lucina
Papado
Brasão
C o a Fieschi Popes.svg
Consistório Consistórios de Inocêncio IV
Dados pessoais
Nascimento Manarola, Itália
1195
Morte Nápoles, Itália
7 de dezembro de 1254 (59 anos)
Nacionalidade italiano
Nome nascimento Sinibaldo Fieschi
Progenitores Mãe: Beatrice Grillo
Pai: Ugo, conte di Lavagna
Sepultura Catedral de Viterbo
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Lista de Papas

O Papa Gregório IX previamente tinham enviado cartas ordenando a queima de todas as cópias do Talmud pela Europa Cristã. São Luís IX, rei da França, por causa destas cartas, criou um tribunal em Paris em 1240, que julgou o Talmud culpado de 35 acusações. Vinte e quatro carretas de Talmud foram queimadas.

Inicialmente, Inocêncio IV continuou a política de Gregório, ordenando que o Talmud fosse queimado em 1244. No entanto, um argumento foi apresentado alegando que isto era uma negação da política de tolerância da Igreja ao judaísmo. O novo Papa aceitou este argumento e no ano de 1247, reverteu a orientação e escreveu cartas para que o livro fosse censurado ao invés de queimado. Esta posição foi continuada por Papas seguintes.[3][4]

A 15 de Maio de 1252, promulgou a bula Ad extirpanda autorizando a tortura contra os hereges.[5]

Durante seu pontificado, houve a Sétima Cruzada, terminando com derrota para os cristãos.

Referências

  1. Spelta, Enrico Riccardo. «Settemuse Liguria». www.settemuse.it (em italiano). Consultado em 14 de maio de 2021 
  2. Butler, Alban and Paul Burns, Butler's lives of the Saints, (Liturgical Press, 2000), 131.
  3. «The Pope Who Saved the Talmud». The 5 Towns Jewish Times (em inglês). 15 de junho de 2013. Consultado em 14 de maio de 2021 
  4. Robert Chazan, Church, State, and Jew in the Middle Ages, 231-38.
  5. documentacatholicaomnia.eu - pdf


Precedido por
Celestino IV
 
Papa

180.º
Sucedido por
Alexandre IV


O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Papa Inocêncio IV
  Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.