Passaron

Passaron (em grego: Πασσαρών) era uma cidade grega do Épiro Antigo.[1] Foi fundada pelo rei molossiano Tharrhypas em algum momento entre 420 e 400 a.C. como a capital do reino molossiano.[2] Como capital, os reis molossianos e o povo reunido estavam acostumados a prestar juramentos mútuos, um para governar de acordo com as leis, o outro para defender o reino.[3] Mais tarde, em 330 a.C., tornou-se a capital do novo reino de Épiro até 295 a.C., quando Pirro de Épiro mudou a capital para Ambrácia. A cidade foi tomada pelo pretor romano Lúcio Anício Galo em 167 a.C.[4]

Épiro na Antiguidade

Está localizado perto do moderno Rodotopi.[5][6]

Referências

  1. Livro do Império Mediterrâneo de Roma 41-45 e o Periochae (Oxford World's Classics) (Livros 41-45) por Livy e Jane D. Chaplin, 2007, página 195,"[...] Anício voltou aos aposentos de inverno em Passaron, Épiro. [...]"
  2. A. Vlachopoulou Economou, Passaron Antiga, Sítio eletrônico da Sociedade Arqueológica de Atenas
  3. Plutarco Pyrrh. 5.
  4. Livy. Ab Urbe Condita Libri (História de Roma). 45.26, 45.33-34.
  5. Richard Talbert, ed. (2000). Barrington Atlas of the Greek and Roman World. Princeton University Press. p. 54.
  6. Universidade de Lund. Digital Atlas of the Roman Empire.