Pastor do Himalaia

O pastor do Himalaia, também conhecido como bhote kukur ou bhotia, é um cão guardião de gado que se originou no Nepal. Esta raça de cão montanhês é semelhante ao mastim tibetano e pode ser aparentados ao cão pastor kinnaur de pêlo comprido do Tibete. Naturalmente, nos Himalaias os cães pastores desfrutam um estilo de vida ao ar livre e raramente são vistos além das regiões da Índia e do Nepal. Como uma raça poderosa e robusta, o pastor do Himalaia é usado principalmente para fins de pastoreio. O pastor do Himalaia é regionalmente popular como um fiel companheiro, bem como um cão de trabalho.

Pastor do Himalaia
Pastor do Himalaia
Nome original Bhote Kukur
Outros nomes Bhotia
País de origem  Índia, Flag of Nepal.svg Nepal e  China
Características
Expectativa de vida 10
Não é reconhecida por qualquer clube de cães

Quatro selos postais comemorativos foram emitidos em 9 de janeiro de 2005 pela India Post para quatro raças cão pastor do Himalaia, Rampur Hound, Mudhol Hound e Rajapalayam.

TemperamentoEditar

Devido à sua natureza ativa, esta raça não é destinada a manter-se dentro de casa por um longo período de tempo ou em um apartamento. O pastor do Himalaia é normalmente usado como um cão de pastoreio ou um cão de guarda e requer uma grande quantidade de exercício ao ar livre. Esta raça pode exigir treinamento de obediência a fim de domesticá-los. O adestramento desta raça pode ser difícil, devido à sua natureza independente e teimosa. A confiança e dominância devem ser impostas quando do adestramento do pastor do Himalaia. Para o sucesso do treinamento desta raça é melhor ser firme ao fazer exercícios repetitivos de treinamento e socializá-los quando filhotes. Cuidados desta raça incluem rotina diária de exercício e treinamento.[1] Embora esta rústica raça possa ser inclinada a ser feroz com estranhos, eles são leais aos seus donos, tornando-os fiéis companheiros. Além ser alerta e territorial, eles são também carinhosos e gentis com seus proprietários, tornando-os adequados animais de estimação da família. É aconselhável que esta raça não viva na presença de outros animais de estimação, já que os cães pastores do Himalaia tendem a mostrar a agressividade e possessividade em relação a outros animais.[2]

SaúdeEditar

A expectativa de vida do pastor do Himalaia é de dez anos. Esta raça é conhecida por ser relativamente saudável, devido ao seu estilo de vida ativo, mas é também propenso a alguns problemas de saúde. Alguns problemas de saúde comuns incluem displasia da anca, displasia de cotovelo, luxação patelar, artrite, glaucoma, e obesidade. Cuidados desta raça incluem rotina diária de exercício e treinamento.

HistóriaEditar

Embora a origem exata do pastor do Himalaia não tenha sido bem documentada, acredita-se que tenha uma rica ancestralidade, no Nepal e no Norte da Índia. Esta raça também é acreditada para existir desde os tempos antigos nessas regiões. As tribos locais em regiões do Nepal tem usado os cães como cães de guarda ou cães de rebanho, devido à sua conhecida agressividade e agilidade. O pastor do Himalaia foi mais comumente usado para o guarda de rebanhos contra animais predadores. Ao longo de sua história, a raça também foi usada para caçar grandes presas, especialmente em ambientes hostis em sua região. Atualmente, esta raça é comum apenas dentro das fronteiras da Índia e do Nepal.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «All Breed Himalayan Sheepdog». Consultado em 9 de setembro de 2018. Arquivado do original em 12 de abril de 2013 
  2. «Himalayan Sheepdog» 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.