Paul Crell

Paul Crell
(1531-1579)
theologus Germanicus
Nascimento 5 de fevereiro de 1531
Eisleben,  Alemanha
Morte 24 de maio de 1579
Meißen,  Alemanha
Nacionalidade  Alemanha
Cidadania Alemanha
Alma mater Universidade de Wittenberg
Ocupação Teólogo luterano alemão.
Empregador Universidade de Wittenberg
Religião luteranismo

Paulus Crellius (1531-1579) (* Eisleben, 5 de fevereiro de 1531Meißen, 24 de maio de 1579) foi um teólogo luterano alemão e professor de teologia da Universidade de Wittenberg, também conhecida como Leucorea.[1] Foi também aluno de Philipp Melanchthon.[2]

BiografiaEditar

Frequentou a escola latina de sua cidade natal, tendo se matriculado em 14 de novembro de 1548, na Universidade de Wittenberg, onde estudou durante quatro anos e recebeu seu diploma de Mestre em Artes no dia 22 de Fevereiro de 1552. Foi seu professor nessa época o filólogo e poeta Johannes Marcellus (1510-1551)[3] que lhe ensinou as sete artes liberais, além de Johannes Bugenhagen (1485-1558), Johann Forster (1495-1556). Em 10 de julho de 1555 faz parte do Senado da Faculdade de Filosofia. Em 29 de Setembro de 1556 recebe a ordenação, seguindo os passos de Paul Eber (1511-1569)[4] e tornando-se pregador na capela do palácio de Wittenberg. Em 7 de dezembro de 1559, recebe o diploma de Doutor em Teologia, tornando-se professor de teologia em Wittenberg, em janeiro de 1560, onde deu aulas sobre o Antigo e Novo Testamento, a Gênesis, o livro dos Romanos e de Dogmática com base na Loci Commundes de Philipp Melanchthon. No verão de 1563 atuou como reitor da universidade, em 20 de Junho de 1569 foi transferido para o consistório de Meißen; em junho de 1574 volta a atuar como professor em Wittenberg, onde permanece até a primavera de 1577.

Paul Crell foi casado com Anna, filha do teólogo luterano Georgius Major (1502-1574)[5] com quem teve seis filhos: Theodore (* 06 Fev 1562), Sebastian (* 11 Jan 1563 † 1633), Paul (* 3 Jan 1566), Johannes (1573-1577), Anna (* 1564) e Anna (* 20 Dez 1567).

Fórmula de ConcórdiaEditar

Com a morte do reformador Martinho Lutero os protestantes se vêem divididos diante de várias situações religiosas, tais como a ceia do senhor, as escrituras sagradas, à questão crística, o livre-arbítrio, etc. Dessas controvérsias surgiram dois grupos: os luteranos autênticos e os filipistas, com base nas convicções religiosas deixadas por Philipp Melanchthon (1497-1560). Paul Crell participou desses debates, cujas teses mais tarde seriam publicadas no Livro de Concórdia, em 25 de Junho de 1580. A Fórmula de Concórdia seria proposta pelos protestantes cristãos para diferenciá-los dos demais precursores da fé.

ObrasEditar

  • Harmoniam quatuor Evangelistarum. Wittenberg 1566/1571/1613
  • Opus concordatium. Frankfurt 1627
  • Tractatum de justificatione &c. Freherus
  • Monotessaron historiae evangelicae, 1566
  • Biblia latina – studio Pauli Crellii, 1574, revisão da Vulgata, publicada por Paul Eber, segundo uma tradução de Lutero.
  • Epistola dedicatoria zu Melanchthons Ennaratio epistolae prioris ad Timotheum, Wittenberg, 1561
  • Commonefactio De verbis Symboli …', Wittenberg, 1571
  • Tractatum de Justificatione, de bonis operibus, de libero arbitrio, de adiaporis, de coena Domini, in: L. Hutter, Concordia concors, Wittenberg, 1614
  • Novum Promptuarium Biblicum' ou Neue Biblische Concordantien, hrsg. v. M. Hoë v. Hoënegg, 1627, umgearb. u. vermehrt v. D. Fessel, Frankfurt a. M. 1662
  • Binae Epistolae … ad D. Caspar Eberhardum …, 1573, in: Unschuld. Nachr. od. Slg. v. alten u. neuen theol. Sachen, Leipzig 1716, S. 223-27

Veja tambémEditar

BibliografiaEditar

Referências

  1. Leucorea, ou Universidade de Wittenberg, foi fundada no dia 18 de outubro de 1502 por Frederico III da Saxônia (1463-1525).
  2. (em inglês) A Companion to Paul in the Reformation - R. Ward Holder.
  3. (em alemão) Johannes Marcellus (1510-1551)
  4. (em alemão) Paul Eber (1511-1569)
  5. (em inglês) Georg Major (1502-1574)