Paulo (general na Itália)

Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Paulo.

Paulo (em latim: Paulus) foi um oficial bizantino do século VI, ativo durante o reinado do imperador Justiniano (r. 527–565). É citado nas fontes como duque, porém os autores da PIRT consideram que o uso não é técnico. Na primavera de 538, quando Belisário enviou mil soldados isauros e trácios sob comando de Mundilas para Mediolano, Paulo foi encarregado do subcomando dos trácios, enquanto os isauros foram comandados por Enes.[1]

Parte deste regimento foi distribuído em outros cidades e pelo fim do ano, Mundilas, Paulo e Enes são registrados em Mediolano com apenas 300 soldados. Nesse momento, os godos sob Úreas sitiaram a cidade com ajuda dos burgúndios. Quando a cidade caiu na primavera de 539, Mundilas e Paulo foram capturados e levados cativos para Ravena. Seu destino depois disso é incerto. É possível que possa ser identificado com o conde homônimo e/ou o homem ilustre homônimo, ambos ativos antes de 538.[2]

Referências

  1. Martindale 1992, p. 976-977.
  2. Martindale 1992, p. 977.

BibliografiaEditar

  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). «Paulus 7». The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambrígia e Nova Iorque: Imprensa da Universidade de Cambrígia. ISBN 0-521-20160-8