Paulo Carneiro

químico, embaixador e escritor brasileiro (1901-1982)

Paulo Estevão Berredo Carneiro (Rio de Janeiro, 4 de outubro de 1901 — Rio de Janeiro, 17 de fevereiro de 1982) foi um químico, embaixador e escritor brasileiro. Foi membro da Academia Brasileira de Letras.

Paulo Carneiro
Nascimento 4 de outubro de 1901
Rio de Janeiro,Distrito Federal
Morte 17 de fevereiro de 1982 (80 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Químico, embaixador e escritor

VidaEditar

Foi funcionário do Ministério da Agricultura, Secretário de Agricultura no Estado de Pernambuco, docente de Química Geral na Escola Politécnica e em várias instituições de ensino. Químico por formação, fez doutorado em 1931 no Instituto Pasteur, de Paris.

Foi indicado pelo governo brasileiro a participar da Primeira Assembleia Geral das Nações Unidas, realizada em 1946. A seguir foi nomeado embaixador do Brasil junto da UNESCO, função que exerceu de 1946 a 1958.

ObrasEditar

  • Introdução à história cultural e científica da humanidade, s.d.
  • Idéias e problemas de nosso tempo, s.d.
  • Augusto Comte, oeuvre et jeunesse, s.d.
  • Roquette Pinto, 1957
  • Vers um nouvel humanisme, 1970.

Olivenkranz.pngAcademia Brasileira de LetrasEditar

Terceiro ocupante da cadeira 36, eleito em 20 de maio de 1971, na sucessão de Clementino Fraga e recebido pelo Acadêmico Ivan Lins em 4 de outubro de 1971.

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar


Precedido por
Clementino Fraga
  ABL - terceiro acadêmico da cadeira 36
1971 — 1982
Sucedido por
José Guilherme Merquior


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.