Pauvre Pierrot

Pauvre Pierrot (Em tradução livre para o português: Pobre Pierrot) é um curta-metragem de animação francês de 1892 dirigido por Charles-Émile Reynaud. Consiste de 500 imagens pintadas individualmente e possui, originalmente, cerca de 15 minutos.[1] A versão original é considerada um filme perdido. Não existem cópias, pois Reynaud jogou as imagens no Rio Sena.[1] No entanto, de acordo com o IMDb, há uma reconstituição de 1996 com 4 minutos. Esta versão encontra-se disponível no YouTube.

Pauvre Pierrot
Cena pintada à mão
 França
1892 •  cor (pintado à mão) •  
Direção Charles-Émile Reynaud
Roteiro Charles-Émile Reynaud
Gênero animação
Música Gaston Paulin
Lançamento 28 de Outubro de 1892 França
Idioma mudo

É um dos primeiros filmes de animação de todos os tempos e foi o primeiro a ser exibido por meio do Praxinoscópio modificado de Reynaud, ao lado de Le Clown et ses chiens e Un bon bock, tendo sido exibido em Outubro de 1892, quando Reynaud inaugurou seu Teatro Ótico no Museu Grévin. Também se acredita ser o primeiro a usar filmes perfurados. A performance combinada destes três filmes é conhecida como Pantomimes Lumineuses.[2] Estas foram as primeiras imagens animadas exibidas publicamente. Reynaud, em toda a apresentação, foi o manipulador destas, acompanhado por Gaston Paulin ao piano.[1]

Versão reconstituída e reduzida de "Pauvre Pierrot"

SinopseEditar

Uma noite Arlequim vai ao encontro de sua amante Colombina. Mas, então, Pierrot bate à porta e os dois se escondem. Pierrot começa a cantar, mas Arlequim o assusta e o pobre homem vai embora.

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar