Pedro II, Grão-Duque de Oldemburgo

(Redirecionado de Pedro II de Oldemburgo)

Pedro II de Oldemburgo (8 de julho de 1827 - 13 de junho de 1900) foi o governante de Oldemburgo de 1853 até à sua morte em 1900.

Pedro II
Grão-duque de Oldemburgo
Peter II (Oldenburg).png
Pedro II
Consorte Isabel de Saxe-Altemburgo
Nascimento 8 de julho de 1827
  Oldemburgo, Alemanha
Morte 13 de junho de 1900 (72 anos)
  Rastede, Alemanha
Pai Augusto de Oldemburgo
Mãe Ida de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym
Filho(s) Frederico Augusto II de Oldemburgo
Jorge Luís de Oldemburgo

FamíliaEditar

Pedro foi o único filho a nascer do segundo casamento do grão-duque Augusto de Oldemburgo com a princesa Ida de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym. Antes o grão-duque foi casado com a irmã mais velha de Ida, a princesa Adelaide de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym, o que tornava Pedro simultâneamente irmão e primo dos filhos deste casamento. Os seus avós paternos eram o grão-duque Pedro I de Oldemburgo e a princesa Frederica de Württemberg. Os seus avós maternos eram o príncipe Vítor II de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym e a princesa Amália de Nassau-Weilburg.

Vida e reinadoEditar

Quando era jovem, Pedro prestou serviço na cavalaria do exército prussiano e era general de infantaria do exército de Hanôver.[1]

Pedro sucedeu ao seu pai como grão-duque em 1853, governando uma população de cerca de 800 000 pessoas.[1]

A família de Pedro tinha ligações fortes com a família imperial russa, já que ambas descendiam do duque Cristiano Alberto de Holstein-Gottorp, pelo que Pedro ficou do lado russo contra a Áustria durante a Guerra da Crimeia. Durante a Primeira Guerra de Schleswig-Holstein, reclamou uma parte dos territórios conquistados pela Prússia, mas acabou por abdicar dos seus direitos nos ducados em 1866. No ano seguinte assinou um tratado militar com a Prússia no qual as suas tropas foram incorporadas no exército do príncipe Frederico Carlos da Prússia, durante a Guerra Franco-Prussiana.[2]

Em 1896, a sua esposa Isabel morreu, um ano depois da morte da nora, a princesa Isabel Ana da Prússia. Depois de sofrer durante vários anos de problemas no coração derivados da sua exaustão, os médicos recomendaram-lhe que fosse viajar.[3] Morreu no ano seguinte, no dia 13 de junho de 1900 na sua residência de verão em Rastede.

Casamento e descendênciaEditar

Pedro casou-se no dia 10 de fevereiro de 1852 com a sua prima em segundo-grau, a princesa Isabel de Saxe-Altemburgo.

Tiveram dois filhos:

Referências

  1. a b "Grand Duke of Oldenburg Dead", The New York Times (Berlin), 14 de Junho de 1900, [1]
  2. "Obituary", The New York Times, 15 de Maio de 1881
  3. "Grand Duke of Oldenburg To Go Abroad", The New York Times (Berlin), 29 de Dezembro de 1899