Abrir menu principal

Pedro Pablo Abarca de Bolea, Conde de Aranda

diplomata espanhol
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde maio de 2014). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pedro Pablo Abarca de Bolea, Conde de Aranda
Nascimento 1 de agosto de 1719
Morte 9 de janeiro de 1798 (78 anos)
Sepultamento Panteão dos nobres de San Juan de la Peña
Cidadania Espanha
Ocupação diplomata, político, militar
Prêmios Cavaleiro da Ordem do Tosão de Ouro
Título conde de Aranda

Pedro Pablo Abarca de Bolea (Siétamo, Huesca, 1719Épila, Zaragoza, 1798), 10.º Conde de Aranda, foi um estadista e militar espanhol.

Estudou técnica militar na Prússia e na França e, no contexto da "Guerra Fantástica", comandou a campanha militar contra Portugal a partir do final de agosto de 1762.

Considerado como um típico representante do despotismo esclarecido sob o reinado de Carlos III de Espanha, ocupou, a partir de 1766, a presidência do Conselho de Ministros.

Executou o Decreto Real que expulsou a Companhia de Jesus da Espanha e seus domínios. Entretanto, o seu fracasso na tentativa de manter os Ingleses afastados das ilhas Malvinas, levou a que fosse destituído de suas funções pelo soberano (1773).

Reassumiu o cargo sob o reinado de Carlos IV de Espanha, mas as simpatias que demonstrou para com a Revolução Francesa acabaram por conduzir à sua demissão e desterro (1794), sendo substituído por Manuel Godoy.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.