Abrir menu principal

1766 (MDCCLXVI, na numeração romana) foi um ano comum do século XVIII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira e terminou também a uma quarta-feira.

SÉCULOS: Século XVIISéculo XVIIISéculo XIX
DÉCADAS: 17101720173017401750176017701780179018001810
ANOS: 17611762176317641765176617671768176917701771
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikisource Textos originais no Wikisource

1766 em outros calendários
Calendário gregoriano 1766
MDCCLXVI
Ab urbe condita 2519
Calendário arménio N/A
Calendário chinês 4462 – 4463
Início a 9 de fevereiro
Calendário judaico 5526 – 5527
Calendários hindus
- Vikram Samvat
- Shaka Samvat
- Kali Yuga

1821 – 1822
1688 – 1689
4867 – 4868
Calendário persa 1144 – 1145
Calendário islâmico 1180 – 1181
Calendário rúnico 2016

Índice

EventosEditar

 
O antigo noviciado jesuíta da Cotovia é inaugurado como Real Colégio dos Nobres pelo rei dom José I em 1766. No século XIX foi substituído pela Escola Politécnica de Lisboa e no século XX a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e hoje é a sede do Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

FevereiroEditar

MarçoEditar

  • 18 de março - O Acto Declarativo afirma o direito, entre outros, de a Inglaterra lançar impostos sobre as colónias americanas, apesar de anteriormente no mesmo mês o Parlamento inglês ter revogado o Acto do Selo por 275 votos contra 161.

MaioEditar

JunhoEditar

  • 25 de junho - É publicada em Portugal a carta da lei limitadora do direito de testar, a qual protege os herdeiros legítimos contra as fraudulentas e ímpias negociações dos testamentos.

JulhoEditar

  • 3 de julho - Alvará português que determina sob a forma de proceder aos aforamentos dos baldios a bem dos concelhos. Transfere para as câmaras, nos concelhos onde os donatários não tinham o direito de os aforar, maninhos e logradouros comuns. Exige-se consulta à Mesa do Desembargo do Paço para fazer novos aforamentos de baldios, a fim de evitar os abusos e compadrios nos aforamentos que eram feitos por pensões diminutas.
  • 30 de julho - Carta régia que proíbe, no Brasil, as indústrias de ourives, fiadores de ouro, de sedas e algodões tecidos.

AgostoEditar

OutubroEditar

  • 14 de outubro - Alvará português estabelecendo as formas como os donatários deverão requerer cartas de confirmação das doações dos bens da coroa.

DezembroEditar

  • 20 de dezembro - São incorporadas na Coroa Portuguesa todas as saboarias do Reino. O conde Castelo Melhor, que perde o monopólio, é compensado com o título de marquês e importantes bens fundiários.

Política, Economia, Direito e EducaçãoEditar

Ciência e TecnologiaEditar

Filosofia e ReligiãoEditar

Pintura, Escultura e ArquitecturaEditar

MúsicaEditar

NascimentosEditar

Por tema

Referências

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre 1766