Perenelle Flamel

Perenelle Flamel
Nascimento 1320
Morte 1397 (77 anos)
Cidadania França
Cônjuge Nicolas Flamel
Ocupação alquimista

Perenelle Flamel (morte em Paris, 1397) foi a esposa de Nicolas Flamel, escrivão, copista e vendedor de manuscritos francês conhecido mitologicamente[1] como um dos pais da alquimia. Muitos a relacionam também à prática de alquimia. Perenelle, assim como seu marido, tem uma rua em Paris com o seu nome, a rue Pernelle.

Portal da Igreja de St. Jacques-la-Boucherie, onde Nicolas e Perenelle Flamel são representados (de joelhos).

VidaEditar

 
Gravura do livro Booke of Hieroglyphicall Figures representando Nicolas e Perenelle.

Há poucos detalhes confirmados sobre o local de nascimento e início de vida de Perenelle. Perenelle casou-se com Nicolas em 1368. Era viúva de dois maridos, e trouxe consigo suas fortunas ao casamento. O casal não teve filhos[2].

Ela e seu marido eram católicos devotos. O casal contribuiu para a igreja com a encomenda de várias esculturas. Nicolas continuou esta prática depois da morte de sua esposa[2]. O casal é ilustrado no portal da Igreja de St. Jacques-la-Boucherie, rezando aos pés de São João, uma escultura que financiaram em 1389. Foram donos de várias propriedades e contribuíram na construção de casas para os pobres.

A grafia de seu nome varia, e às vezes aparece como Perrenelle, Petronelle ou Pernelle. Embora a Perenelle histórica tenha existido, não há qualquer registro histórico que indica se ela ou seu marido eram os alquimistas de sucesso das lendas posteriores.

MorteEditar

Perenelle morreu em 1397, deixando ao marido uma quantia de 5.300 livre tournois. A quantia foi então contestada em tribunal por sua irmã e cunhado[3].

Na ficçãoEditar

 
Perenelle aparece brevemente no livro Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J. K. Rowling.

A reputação póstuma de Perenelle como uma alquimista fez com que ela fosse retratada na ficção fantástica ao lado do marido.

ReferênciasEditar

  1. Dixon, Laurinda (1994). Nicolas Flamel. His Exposition of the Hieroglyphicall Figures (1624). [S.l.]: Garland Publishing 
  2. a b Dixon, Laurinda (1994). Nicolas Flamel. His Exposition of the Hieroglyphicall Figures (1624). [S.l.]: Garland Publishing. pp. xvi 
  3. Dixon, Laurinda (1994). Nicolas Flamel. His Exposition of the Hieroglyphicall Figures (1624). [S.l.]: Garland Publishing. pp. xvii 
  4. Rowling, J. K. (1997). Harry Potter and the Philosopher's Stone. [S.l.]: Bloomsbury. 161 páginas