Philip Pearlstein (Pittsburgh, 24 de maio de 1924Nova Iorque, 17 de dezembro de 2022)[1] foi um pintor influente [2] americano mais conhecido pelos nus do Realismo Modernista. Citado pelos críticos como o pintor figurativo preeminente da década de 1960 a 2000.[3][4][5] ele liderou um avivamento na arte realista.[6][7]

Philip Pearlstein
Nascimento 24 de maio de 1924
Pittsburgh, Pensilvânia
Morte 17 de dezembro de 2022 (98 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Dorothy Pearlstein
Alma mater
Ocupação pintor, desenhista
Prêmios
Empregador(a) Brooklyn College, Life, Instituto Pratt
Movimento estético realismo
Página oficial
https://philippearlstein.com/

Carreira editar

Durante a década de 1950, Pearlstein exibiu pinturas de paisagens expressionistas abstratas. Por volta de 1958, ele começou a frequentar sessões semanais de desenho de figuras no estúdio de Mercedes Matter. Em 1961, Pearlstein começou a fazer pinturas de casais nus com base em seus desenhos e, em 1962, começou a pintar diretamente do modelo em um estilo menos pictórico e mais realista.[8] Em um artigo publicado na Arts Magazine em abril de 1963, Sidney Tillim escreveu que "[Pearlstein] não apenas recuperou a figura para a pintura; ele a colocou para trásno plano e no espaço profundo sem recorrer à nostalgia (história) ou moda (novas imagens do homem)... Ele pinta o nu não como um símbolo de beleza e forma pura, mas como um fato humano — implicitamente imperfeito".[8]

Referências

  1. Grimes, William (17 de dezembro de 2022). «Philip Pearlstein, Whose Realist Nudes Revived Portraiture, Dies at 98». The New York Times (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2022 
  2. Johson, Ken (6 de janeiro de 2009). «It Is What It Is: Portraits of the Human Figure». The New York Times 
  3. Mansfield, Elisabeth (2009). History of modern art. [S.l.]: Prentice Hall 
  4. Neff R., Terry Ann (1984). Selections from the permanent collection. [S.l.]: Museum of Contemporary Art 
  5. Soltes, Ori Z. (2003). Fixing the World: Jewish American Painters in the Twentieth Century. [S.l.]: UPNE 
  6. Johnson, Ken (19 de outubro de 2008). «The Week Ahead». The New York Times 
  7. «Pratt Istitute, Pratt Top Icon Biography - Philip Pearlstein». Pratt Institute 
  8. a b Pearlstein, P. (1970). Philip Pearlstein. Georgia: Georgia Museum of Art.

Ligações externas editar

  Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.