Phillip Allen Sharp

biólogo norte-americano

Phillip Allen Sharp (Falmouth, 6 de junho de 1944) é um biologista molecular estadunidense.

Phillip Allen Sharp
Phillip Allen Sharp
Phillip Allen Sharp em 2009
Nascimento 6 de junho de 1944 (80 anos)
Falmouth
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Prêmios Prêmio Albert Lasker de Pesquisa Médica Básica (1988), Prêmio Dickson de Medicina (1991), Nobel de Fisiologia ou Medicina (1993), Medalha Dupla Hélice (2006)
Orientado(a)(s) Andrew Fire
Instituições Instituto de Tecnologia da Califórnia
Campo(s) Biologia molecular

Foi agraciado, juntamente com o britânico Richard Roberts, com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1993, pela descoberta da existência de segmentos do ácido desoxirribonucleico que não têm função codificadora na elaboração de uma determinada proteína.

Biografia

editar

Sharp nasceu em Falmouth, Kentucky, filho de Kathrin (Colvin) e Joseph Walter Sharp.  Ele se casou com Ann Holcombe em 1964, e eles têm três filhas.[1][2]

Sharp estudou no Union College e se formou em química e matemática, depois completando seu Ph.D. em química na Universidade de Illinois em Urbana-Champaign em 1969. Após seu Ph.D., ele fez seu treinamento de pós-doutorado no Instituto de Tecnologia da Califórnia até 1971, onde estudou plasmídeos.  Mais tarde, ele estudou a expressão gênica em células humanas no Laboratório Cold Spring Harbor como cientista sênior sob James D. Watson.[3][4]

Em 1974, foi-lhe oferecido um cargo no MIT pelo biólogo Salvador Luria.[3] Ele foi diretor do Centro de Pesquisa do Câncer do MIT (agora Instituto Koch de Pesquisa Integrativa do Câncer) de 1985 a 1991; chefe do departamento de Biologia de 1991 a 1999; e fundador e diretor do McGovern Institute for Brain Research de 2000 a 2004.  Em 1995, o FBI confirmou que Sharp recebeu uma carta de Ted Kaczynski, insinuando que Sharp se tornaria um alvo do Unabomber por causa de seu trabalho em genética, afirmando que "seria benéfico para sua saúde parar sua pesquisa em genética".[5]

Atualmente é Professor Emérito do Instituto MIT e Professor Emérito de Biologia e membro do Instituto Koch, e foi Professor do Instituto, o mais alto posto do corpo docente do MIT, desde 1999.  Ele também é o presidente do conselho consultivo da MIT Jameel Clinic. Sharp co-fundou a Biogen, Alnylam Pharmaceuticals e Magen Biosciences, e atuou nos conselhos das três empresas.[6][7][8]

Publicações selecionadas

editar
  • Tantin D.; Schild-Poulter C.; Wang V.; Hache R.J.; Sharp P.A. (2005). «The Octamer Binding Transcription Factor Oct-1 is a Stress Sensor». Cancer Res. 65 (23): 10750–8. PMID 16322220. doi:10.1158/0008-5472.CAN-05-2399  
  • Miskevich F.; Doench J.G.; Townsend M.T.; Sharp P.A.; Constantine-Paton M. (2006). «RNA Interference of Xenopus NMDAR NR1 in vitro and in vivo». J Neurosci Methods. 152 (1–2): 65–73. PMID 16182372. doi:10.1016/j.jneumeth.2005.08.010 
  • Hong J.H.; Hwang E.S.; McManus M.T.; Amsterdam A.; Tian Y.; Kalmukova R.; Mueller E.; Benjamin T.; Spiegelman B.M.; Sharp P.A.; Hopkins N.; Yaffe M.B. (2005). «TAZ, a Transcriptional Modulator of Mesenchymal Stem Cell Differentiation». Science. 309 (5737): 1074–8. Bibcode:2005Sci...309.1074H. PMID 16099986. doi:10.1126/science.1110955 
  • Johnson D.M.; Yamaji S.; Tennant J.; Srai S.K.; Sharp P.A. (2005). «Regulation of Divalent Metal Transporter Expression in Human Intestinal Epithelial Cells Following Exposure to Non-haem Iron». FEBS Lett. 579 (9): 1923–9. PMID 15792797. doi:10.1016/j.febslet.2005.02.035  
  • Neilson J.R.; Sharp P.A. (2005). «Herpesviruses Throw a Curve Ball: New Insights into microRNA Biogenesis and Evolution». Nat Methods. 2 (4): 252–4. PMID 15782215. doi:10.1038/nmeth0405-252 
  • Lee K.B.; Sharp P.A. (2004). «Transcription-dependent Polyubiquitination of RNA Polymerase II Requires Lysine 63 of Ubiquitin». Biochemistry. 43 (48): 15223–9. PMID 15568815. doi:10.1021/bi048719x 
  • Mansfield J.H.; Harfe B.D.; Nissen R.; Obenauer J.; Srineel J.; Chaudhuri A.; Farzan-Kashani R.; Zuker M.; Pasquinelli A.E.; Ruvkun G.; Sharp P.A.; Tabin C.J.; McManus M.T. (2004). «MicroRNA-responsive 'Sensor' Transgenes Uncover Hox-like and Other Developmentally Regulated Patterns of Vertebrate MicroRNA Expression». Nat. Genet. 36 (10): 1079–83. PMID 15361871. doi:10.1038/ng1421  

Referências

  1. «Phillip A. Sharp - Biographical». Nobelprize.org. Nobel Media AB. Consultado em November 12, 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Joseph W. Sharp -- Woodhead Funeral Home, Falmouth, KY». Cópia arquivada em 2014 
  3. a b «Short Bio - Phillip A. Sharp». Sharp Lab 
  4. «Curriculum Vitae - Phillip A. Sharp, Ph.D.». Sharp Lab 
  5. «The Communiques of Freedom Club». The Anarchist Library (em inglês). Consultado em 24 de junho de 2021 
  6. Biogen Idec, Inc. (2008). "Proxy statement for annual meeting of stockholders to be held on June 19, 2008 at 9:00 A.M., local time", 7.
  7. «Regina Barzilay, James Collins, and Phil Sharp join leadership of new effort on machine learning in health». MIT News | Massachusetts Institute of Technology (em inglês). 2018 
  8. «People». J-Clinic (em inglês) 

Ligações externas

editar

Precedido por
Edmond Fischer e Edwin Krebs
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1993
com Richard Roberts
Sucedido por
Alfred Gilman e Martin Rodbell