Abrir menu principal
Pierre Larousse
Nascimento 23 de outubro de 1817
Toucy
Morte 3 de janeiro de 1875 (57 anos)
Paris
Sepultamento Cemitério do Montparnasse
Cidadania França
Ocupação lexicógrafo, linguista, editor, editor, escritor, Enciclopedistas
Magnum opus Grand dictionnaire universel du XIXe siècle, ABC do estilo e da composição
Causa da morte doença cerebrovascular

Pierre Athanase Larousse (Toucy, 23 de Outubro de 1817Paris, 3 de Janeiro de 1875) foi um pedagogo e pedagogista, editor e enciclopedista francês. Sua sepultura se encontra no cemitério de Montparnasse.

BiografiaEditar

Nasceu em 23 de outubro de 1817, na cidade de Toucy, na França. Aos dezasseis anos ganhou uma bolsa para concluir seus estudos em Versailles. Com 21 anos, Pierre Larousse regressou à sua terra natal para trabalhar como professor. Deparou-se com métodos e manuais de ensino que considerou extremamente arcaicos.

Dois anos depois, em 1840, abandonou a escola em que lecionava para dedicar-se plenamente a sua grande vocação. Apesar dos poucos recursos, foi a Paris onde participou de diversos cursos gratuitos. Como os estudos não eram oficializados por nenhum tipo de diploma, foi considerado um autodidata. Em 1848, ele publicou sua primeira obra, uma gramática: "A lexicologia das escolas". Tratava-se de uma obra moderna, pioneira. Naquela época, a maioria das regiões francesas falava dialeto e na escola se aprendia o francês. Em 1851, Pierre Larousse teve um encontro com Augustin Boyer, um professor que acabava de abandonar o magistério e pretendia iniciar-se no comércio. Os dois ficaram amigos e associaram-se para fundar, em 1852, a livraria Larousse & Boyer. A partir de então, Pierre Larousse revolucionou o ensino do francês, com o objetivo de estimular a criatividade, inteligência e capacidade de raciocínio das crianças. em 1856, foi lançado, com grande êxito, o Novo Dicionário da Língua Francesa, precursor do Petit Larousse. Mas havia tempo que Pierre Larousse tinha outro projeto em mente: a elaboração de uma enciclopédia comparada, segundo seu desejo, à enciclopédia Diderot y d'Alembert. Seria um livro em que, em suas próprias palavras, "fosse possível encontrar, por ordem alfabética, todo o conhecimento que atualmente enriquece o espírito humano"; que não fosse dirigido apenas a uma elite, mas a toda a sociedade, para "instruir a todo o mundo sobre todas as coisas". Esse projeto tornou-se uma realidade em 27 de dezembro de 1863, com o lançamento do primeiro fascículo do Grande Dicionário Universal, dedicado à glória das ideias republicanas, liberais, progressistas e laicas. Pierre Larousse esteve presente em todo o processo de criação da obra, lendo e revisando os verbetes dos dicionários. Durante o trabalho, contava piadas, divertia-se, indignava-se, fazia reflexões, explicava, sempre... ensinava. Em 1869, Auguste Boyer separou-se de Pierre Larousse. As obras escolares e o dicionário passaram a ser distribuídos, a partir de então, pela Editora Boyer, que imprimia através de Larousse suas próprias obras. Pierre Larousse sofreu uma embolia cerebral causada por esgotamento provocado pelo excesso de atividades empreendidas. Em 1871 foi afetado por uma paralisia e faleceu em 3 de janeiro de 1875, aos 57 anos, sem chegar a ver sua obra finalizada.

ObraEditar

Outras obrasEditar

  • Traité complet d'analyse grammaticale, 1850,
  • Jardin des racines grecques, 1858,
  • Jardin des racines latines, 1860,
  • Flore latine des dames et des gens du monde, ou clef des citations latines que l'on rencontre fréquemment dans les ouvrages des écrivains français, con un prefacio de M. Jules Janin, Larousse y Boyer, 1861,
  • Fleurs historiques des dames et des gens du monde, clef des allusions aux faits et aux mots célèbres que l'on rencontre fréquemment dans les ouvrages des écrivains français, Administration du Grand Dictionnaire, 1862,
  • Nouveau Larousse illustré
  • Dictionnaire complet, illustré
  • L'École normale,
  • Méthode lexicologique de lecture,
  • Petite encyclopédie du jeune âge,
  • Petite grammaire lexicologique du premier âge,
  • La Lexicologie des écoles, curso completo de lengua francesa y de estilo dividido en tres cursos:
    • Première année : Grammaire élémentaire lexicologique,
    • Deuxième année : Grammaire complète, syntaxique et littéraire,
    • Troisième année : Grammaire supérieure,
  • Exercices d'orthographe et de syntaxe,
  • Le Livre des permutations,
  • Dictées sur l'Histoire de France,
  • Traité complet d'analyse et de synthèse logiques,
  • ABC du style et de la composition,
  • Miettes lexicologiques,
  • Cours lexicologique de style,
  • Art d'écrire,
  • Nouveau Traité de versification française,
  • Grammaire littéraire,
  • Petite Flore latine,
  • La Femme sous tous ses aspects,
  • Monographie du chien,
  • Les Jeudis de l'institutrice, con A. Deberle,
  • Trésor poétique, con Boyer,
  • Dictionnaire des Opéras, 1881, con Félix Clément.

Ligações externasEditar