Abrir menu principal
A piscina Moskva em 1980

A Piscina Moskva (em russo Бассейн Москва, "Piscina de Moscou (português brasileiro) ou Moscovo (português europeu)") foi, por certo tempo, a maior piscina a céu aberto do mundo.

Ela foi construída em Moscou em 1958 sobre as fundações do abandonado Palácio dos Sovietes, com projeto do proeminente arquiteto moscovita Dmitri Chechulin. A construção do Palácio dos Sovietes começara em 1938 e fora abandonada em 1941 quando o aço das fundações do edifício foi utilizado no esforço de guerra durante a II Guerra Mundial. Em 1958, as fundações vazias do palácio foram transformadas numa piscina a céu aberto que existiu de 1960 a 1994.[1] A água era aquecida de modo a garantir a usabilidade da piscina nos períodos frios do ano.[2] Em 1995, teve início a reconstrução da Catedral de Cristo Salvador, que fora dinamitada em 1933[3] para dar lugar ao Palácio dos Sovietes.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Christ the Saviour cathedral». Bridge to Moscow. Consultado em 8 de fevereiro de 2016 
  2. Tumarkin, Maria M. (2005). Traumascapes: The Power and Fate of Places Transformed by Tragedy. [S.l.]: Melbourne Univ. Publishing. 16 páginas 
  3. «Protesto em altar russo». Tribuna do Norte. 5 de setembro de 2012. Consultado em 8 de fevereiro de 2016