Planador militar

Planador militar é aquele cujo intuito de sua construção/função é servir um determinado propósito militar. Estes planadores foram usados pelas forças militares de vários países[1] ao longo da história da aviação para transportar tropas e equipamento militar até uma posição, principalmente durante a Segunda Guerra Mundial. Estas aeronaves sem motor eram rebocadas até alcançarem uma altitude considerável, e então eram largadas e o seu piloto manobrava o planador, aterrando-o num qualquer terreno próximo ao alvo, servindo um determinado intuito como assalto, transporte ou suporte.[2] Este tipo de uso de um planadores militares foram usados com sucesso em vários operações, como a operação aliada do Dia D ou a operação da Alemanha Nazista na Batalha da Fortaleza de Eben-Emael.[3][4] A natureza da sua missão de "apenas uma viagem" fez com que a sua construção fosse frequentemente realizada através do uso de materiais baratos.

Planador militar
Waco CG-4A USAF.JPG

Waco CG-4 da Força Aérea
do Exército dos EUA
em 1943.
Características
Classificação (glider, aeronave militar)
Localização
Localidade ()
[ Editar Wikidata ] [ Mídias no Commons ]
[ Categoria principal ] [ Editar infocaixa ]

Durante a Guerra da Coreia, os helicópteros militares começaram a substituir estes planadores na função de transporte aéreo táctico de tropas até uma determinada posição na frente de combate, pois estes tinham a capacidade extra de, ao mesmo tempo que deixavam militares numa posição, poderem também evacuar quem já estava lá. A evolução dos aviões de transporte, e a tecnologia em torno do lançamento de equipamento militar (como tanques) através de paraquedas, fez com que o planador militar deixasse de ser usado em combate.

Actualmente, apenas algumas forças especiais ainda usam planadores militares em pequena escala, de modo a levarem a cabo algumas missões silenciosas.

Planadores militares da II Guerra Mundial:
DFS 230.jpg General Aircraft Hamilcar 2.jpg Kokusai ku-8.jpg A7-1.jpg
DFS 230A-1, um planador militar com
mais de 1600 unidades produzidas,
usado pela Alemanha Nazi durante
a Segunda Guerra Mundial.
General Aircraft Hamilcar
(Reino Unido).
Kokusai Ku-8
(Império do Japão).
Antonov A-7
(URSS).

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Military Gliders - Unpowered Assault Platforms» (em inglês) 
  2. «ASSAULT GLIDERS: A REEXAMINATION» (PDF). Consultado em 22 de abril de 2018 
  3. «The Flying Coffins of World War II». Consultado em 22 de abril de 2018 
  4. «The DFS 230 Assault Glider | Defense Media Network». Defense Media Network (em inglês) 
  Este artigo sobre aviação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.