Abrir menu principal

Poiares (Peso da Régua)

localidade e antiga freguesia de Peso da Régua, Portugal
Portugal Poiares 
  Freguesia portuguesa extinta  
Gentílico Poiarense
Localização
Poiares está localizado em: Portugal Continental
Poiares
Localização de Poiares em Portugal Continental
Coordenadas 41° 10' 44" N 7° 43' 33" O
Concelho primitivo Peso da Régua
História
Extinção 28 de janeiro de 2013
Características geográficas
Área total 11,80 km²
Outras informações
Orago São Miguel Arcanjo

Poiares da Régua, como usualmente é conhecida, é uma antiga freguesia portuguesa do concelho do Peso da Régua e do Distrito de Vila Real, com 11,80 km² de área e 802 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 68 hab/km². Além da povoação de Poiares, inclui as do Barreiro, Estrada, Seara d'Ordens, Ceara e Vila Seca de Poiares.

Pela última Reorganização administrativa do território das freguesias, de acordo com a Lei nº 11-A/2013 de 28 de Janeiro, esta freguesia juntamente com a freguesia de Canelas (Peso da Régua) passou a constituir a União das Freguesias de Poiares e Canelas com Sede em Poiares.

PopulaçãoEditar

Número de habitantes [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 640 2 683 2 652 2 468 2 533 2 358 2 780 3 099 3 543 3 168 3 890 1 184 1 142 918 802

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

À semelhança de outras povoações que se situam no interior de Portugal, Poiares da Régua encontra-se com o passar dos anos cada vez mais despovoada, consequência da elevada taxa de imigração da populção mas também da perda de serviços que afetam toda esta região.

HistóriaEditar

A fundação da povoação de Poiares remonta ao século XII.

De facto, em 1193 D. Sancho I fez a doação de um casal de terras, no actual lugar de Poiares, aos jograis Bonamis e seu irmão Acompaniado, os dois actores mais antigos portugueses, como forma de pagamento do espectáculo de arremedilho[2] que realizaram.

Entretanto, foi nestes tempos que começaram a haver representações litúrgicas por ocasião das principais festividades católicas (ver "O Teatro português antes de Gil Vicente"), pelo que desde muito cedo Poiares começou a sua actividade na religião católica, ficando desde 28 de Junho de 1205 a pertencer à Ordem Hospitalar de São João de Jerusalém, também conhecida por Ordem dos Hospitalários, a qual a partir do ano de 1530 passou a ter a designação de Ordem de Malta.[3]

Não esquecendo a grande Comenda que foi desta Ordem, é assim que esta freguesia ostenta nos seus Brasão e Bandeira a insigne Cruz de Malta.

Como testemunhos da sua história, guarda na sua Igreja Matriz uma cruz processional em prata, chamada "Santa Cruz de Poiares", datada de 1225 e mandada fazer por Afonso Mendes - Prior da Ordem do Hospital, como também abreviadamente era conhecida esta Ordem. Tem também vestígios da referida grande Comenda de São Miguel de Poiares, a qual tinha ainda anexas as Vigararias de Freixiel e Abreiro, pertencentes que foram à sagrada religião da Ordem dos Hospitalários.

SalesianosEditar

Poiares acolheu um dos Colégios Salesianos da Província Salesiana Portuguesa. Nele estudavam alunos das aldeias circundantes, mas também alunos de toda a região de Trás-os-Montes e Alto Douro, sendo que estes ficavam em regime interno. A escola incluia os 2.º e 3.º ciclos de escolaridade.

A torre do colégio é um marco da aldeia, que pode ser visível até vários quilómetros de distância.

Em Junho de 2018 o colégio fechou.[4]

Património CulturalEditar

  • Estação arqueológica do Alto da Fonte do Milho [1]
  • Marco granítico n.º 24 [2]
  • Marco granítico n.º 25 [3]

Outro PatrimónioEditar

  • Igreja Matriz de S. Miguel de Poiares
  • Casa da Comenda de São Miguel de Poiares
  • Capela da Senhora da Graça
  • Capela de Santa Bárbara
  • Solar da Casa Grande
  • Colégio Salesiano de Poiares
  • Centro Social e Paroquial D. Manuel Vieira de Matos

Referências

Ligações externasEditar