Política das Seychelles

Política das Seychelles tem lugar num quadro de uma república presidencial, onde o Presidente das Seychelles é tanto chefe de estado e chefe de governo, e de um sistema multi-partidário. Poder executivo é exercido pelo governo. Poder Legislativo é investido tanto no governo como na Assembleia Nacional.

Seychelles
Coat of arms of Seychelles.svg

Este artigo é parte da série:
Política e governo
das Seychelles



Outros países · Atlas

História políticaEditar

Início dos movimentos políticosEditar

Até o final da I Guerra Mundial, a população das Seychelles era 24.000 habitantes, e eles estavam se sentindo um pouco negligenciados por Whitehall. Houve agitação da recém formada Associação de Plantadores de maior representação nos assuntos de governação das Seychelles. Após 1929, um fluxo mais liberal dos recursos foi assegurado pelo Colonial Development Act, mas foi um momento de depressão econômica, o preço de compra estava caindo e com isso cairam os salários. Trabalhadores fizeram uma petição ao governo sobre suas más condições de trabalho e a carga de imposto que tinham de suportar. O Governador Sir Arthur Grimble promoveu algumas reformas, aos grupos de baixa renda deu a isenção do imposto, ele estava entusiasmado em criar e distribuir "Sítio de habitação modelo" para os sem-terras. Infelizmente, muitas destas reformas não foram aprovadas até que estourou a Segunda Guerra Mundial, e tudo foi colocado em espera.

  Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.