Abrir menu principal

Os polos do frio são os nomes dos locais onde houve a temperatura mais baixa já registrada, tanto no hemisfério norte como no hemisfério sul.

Hemisfério norteEditar

No hemisfério norte, existem vários locais da República da Iacútia, Sibéria, Rússia que podem ser considerados como "Polo do Frio". São eles: Verkhoyansk (localizado a 67°33′N 133°23′E) e Oymyakon (a 63°15′N 143°9′E).

Em Dezembro de 1868 e em Fevereiro de 1869, I. A. Khudyakov fez a descoberta do Polo Norte do Frio medindo a temperatura recorde de -63,2°C (-82°F) em Verkhoyansk.

Mais tarde, em 15 de Janeiro de 1885, foi registrada uma temperatura de -67,8°C (-90°F) por S. F. Kovalik, que se tornou o novo recorde do mundo e ainda permanece como tal no Hemisfério Norte.

Esta temperatura foi publicada em Annals of the General Physical Observatory em 1892, contudo os valores estavam errado: -69,8°C (-93°F), sendo posteriormente corrigido. Em alguns locais este valor pode ainda surgir, ainda que esteja incorreto.

Em 6 de janeiro de 1933 foram medidos -67,7°C (-89,9°F) em Oymyakon, que quase superava a temperatura de Verkhoyansk, pelo que esta cidade ainda permanece como o verdadeiro Polo Norte do Frio.

Contudo, na prática as temperaturas são arredondadas para o grau Celsius mais próximo, o que faz com que as duas cidades partilhem o recorde de -68°C. Por outro lado, não é correto comparar dados medidos em anos diferentes e com equipamentos diferentes. Um processo mais recente consiste em comparar as temperaturas médias, e nesta média Oymyakon aparecem com temperaturas mais reduzidas ao longo de 70 anos de observações simultâneas.

Outro candidato possível é a povoação isolada de Tomtor, também em Sakha.

Hemisfério sulEditar

No Hemisfério sul, o polo do frio é na Antártida, junto da estação Russa (na altura soviética) de Vostok, na Antártida (78°28′S 106°48′E). A temperatura lá registrada estabeleceu o recorde de -89,2°C (-129,8°F).

No entanto, crê-se que Vostok não será o local mais frio da Antártida, e existirão locais (em especial o local designado Dome A) que em geral são mais frios. Estações de monitorização no continente são poucas e muito afastadas entre si. Até 1995, Vostok era a única no planalto Antártico acima dos 3000 m de altitude, sem nenhuma outra estação num raio de centenas de quilómetros. Temperaturas abaixo de -89,2°C, se tiverem ocorrido em outros locais, não foram registadas. A estação automática em Dome A foi instalada em 2005, e registou -82,5°C em 2010. Há ainda uma série de medidas por satélite tiradas entre 2010 e 2013 que encontraram vários locais ao longo de um tergo entre Dome A e Dome F com temperaturas estimadas entre -92ºC e -94°C, com o valor de confiança a rondar -93.2ºC a ser registado em agosto de 2010, no ponto 81.8°S, 59.3°E, à altitude de 3900 m. Estas temperaturas extremamente baixas foram encontradas em locais um pouco abaixo do pico do tergo de gelo, onde o ar frio fica preso.[1][2]

Ver tambémEditar

Referências