Abrir menu principal

Pontifícia Universidade Antonianum

Pontifícia Universidade Antonianum

Latim:Pontificia Universitas Antonianum
Fundação 1890

(Oficialmente estabelecida em 1933)

Localização 41° 53′ 21″ N, 12° 30′ 15″ LRoma, Itália
Reitor(a) Maria Domenica Melone, SFA
Página oficial www.antonianum.eu

A Pontifícia Universidade Antonianum (em latim: Pontificia Universitas Antonianum, em italiano: Pontificia Università Antonianum ), também a Pontifícia Universidade de Santo Antônio ou simplesmente O Antoniano, é uma universidade franciscana fundada em honra de Antônio de Pádua em Roma. Ela está localizada no Bairro Esquilino, uma quadra ao norte da Basílica de São João de Latrão, na Via Merulana, 124, perto do cruzamento da Via Labicana/Viale Manzoni e a Via Merulana.

Índice

FundaçãoEditar

Em 1883, o padre Bernardino Dal Vago da Portogruaro (1869-1889), Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores, propôs a construção de uma nova faculdade acadêmica:[1]

Così avverrà che, a tempo debito, l’Ordine sarà illuminato da uomini veramente dotti e perfettamente versati nelle singole discipline scolastiche e ciascuna provincia potrà andare gloriosa e giovarsi di tali professori e maestri.
Assim acontecerá que, no devido tempo, a Ordem será iluminada por homens verdadeiramente instruídos e perfeitamente versados nas disciplinas escolares individuais, e cada província poderá glorificar-se e beneficiar-se de tais professores e mestres.

A construção da universidade começou em 1884, e a instituição foi aberta seis anos depois, em 1890, por Luigi Canali (1889-1897).

Reconhecimento oficialEditar

Para obter o reconhecimento legal do Estado italiano, a universidade foi fundada como um Colégio Missionário ligado à Cúria Romana e à Propaganda Fide. Embora isso tenha permitido que a universidade abrisse e operasse, o trabalho de missionário não era o objetivo original da universidade e seus líderes acadêmicos buscaram assegurar o reconhecimento da instituição em seu próprio direito. O processo foi atrasado pela primeira Guerra Mundial e, em seguida, pela publicação, pelo Papa Pio XI, do Deus Scientiarum Dominus, que ditou novas regras para o estudo acadêmico. Finalmente, em 17 de maio de 1933, a Congregação dos Seminários e Universidades emitiu um decreto concedendo à universidade o direito de emitir qualificações acadêmicas.

Em 14 de junho de 1938, a instituição obteve o direito de usar o título de Pontifícia pelo Papa Pio XI. Em 11 de janeiro de 2005, o Papa João Paulo II concedeu à Universidade o direito de uso do título de Pontifícia Universidade.[2]

FaculdadesEditar

A Universidade tem quatro faculdades e um número de institutos associados, os quais ministram aproximadamente 180 cursos por ano:

A Universidade também inclui o Instituto Franciscano de Espiritualidade, operado pela Ordem dos Frades Menores.[3]

Veja tambémEditar

  • Ordem dos Frades Menores

Referências