Nota: Para outros significados de Porsche, veja Porsche (desambiguação).

O Porsche 924 foi um automóvel desportivo de duas portas produzido pela Porsche para substituir o 914. A configuração de motor dianteiro e tração traseira utilizada no modelo era atípica para a Porsche que usualmente produzia modelos de motor central ou traseiro.[1]

Porsche 924
Visão geral
Produção 1976 — 1988
Fabricante Porsche
Modelo
Designer Harm Lagaay
Ficha técnica
Motor 2.0 4L
2.5 4L
Cronologia
Porsche 914
Porsche 944

História editar

Projeto EA425 editar

 
O protótipo original EA 425, apresentado em 1974, em exposição no Museu Porsche.

Durante sua gestão da filial brasileira da Volkswagen, o engenheiro Rudolf Leiding incentivou a criação de um modelo esportivo desenvolvido localmente. O projeto resultou no Volkswagen SP2, apresentado na Alemanha em 1971. Em 1 de outubro daquele ano, Leiding foi nomeado presidente do grupo Volkswagen. Uma de suas primeiras ações foi iniciar o projeto EA425 para a joint-venture Volkswagen-Porsche. O EA 425 tinha por objetivo substituir o modelo 914.[2]

No ano seguinte a Volkswagen encontrava-se em dificuldades financeiras. Ao mesmo tempo em que investia em na nova fábrica de Salzgitter, quatro de seus cinco novos modelos relançados naquela época (NSU Ro 80, Porsche 914, VW 411 e p K70) encontravam-se com vendas abaixo do necessário para justificar sua fabricação.[3] A Crise petrolífera de 1973 e o alto custo de desenvolvimento de novos modelos (EA-425, Typ 17 Typ 53 e a nova versão do Audi 100) agravaram a crise da Volkswagen. Em fins de 1973 surgiram os primeiros rumores sobre o fim do Empreendimento conjunto Volks-Porsche.[4] Após anunciar perdas de 800 milhões de marcos em 1974, a liderança de Leiding passou a ser questionada, culminando com sua renuncia da presidência da Volkswagen em fevereiro de 1975. Em seu lugar assumiu Toni Schmücker.[5]

Uma das primeiras decisões de Schmücker à frente da Volkswagen foi cancelar o empreendimento Volks-Porsche e intitular o Volkswagen Scirocco como o novo modelo esportivo da empresa. Após negociações, a Volkswagen resolveu vender o projeto e seu protótipo concluído em 1974 à Porsche por 100 milhões de marcos. Foi um dos modelos mais bem vendidos da Porsche.[1]

Projeto 924 editar

 
Apresentação do Porsche 924 em uma concessionária na Alemanha, fevereiro de 1976.

Com o fim da Volks-Porsche, o modelo 914 deixou de ser produzido e prejudicou a Porsche (que perdeu momentaneamente seu modelo de entrada nos EUA). Assim, após adquirir o projeto EA-425, a Porsche teve de concluir seu desenvolvimento e previu lançar o novo modelo 924 para o final dos anos 1970, quando a empresa teria condições financeiras de abrir uma nova linha de produção. Ao mesmo tempo, em crise, a Volkswagen anunciou o fechamento de fábricas na Alemanha e a demissão de 25 mil funcionários. Uma das fábricas planejadas para fechamento foi a antiga fábrica da NSU em Neckarsulm. Após protestos dos trabalhadores da fábrica em abril de 1975, seu fechamento foi cancelado (embora a fábrica tivesse apenas um único turno de trabalho naquele momento).[6][7]

A fábrica semi-ociosa de Neckarsulm acabou sendo utilizada pela Porsche para a fabricação do modelo 924, através de um acordo com a Volkswagen. Dessa forma seu lançamento foi marcado para 1976.[2] A Porsche estudou o protótipo EA-425 e encarregou o designer Harm Lagaay de redesenhar o modelo. O novo 924 foi apresentado na região da Camarga em novembro de 1975, numa apresentação mais simples e diferente das anteriores (onde os novos Porsches eram apresentados em salões de automóveis).[8]

Teste de durabilidade editar

Em abril de 1976 a Porsche contratou os pilotos Rudi Lins e Gerhard Plattner para realizar uma volta ao mundo em 30 dias utilizando um Porsche 924. Eles percorreram cerca de quarenta mil quilômetros, passando por quinze países, enfrentando temperaturas extremas (como -49 graus no Círculo Polar Ártico) e concluíram a volta em 28 dias. Durante a "volta", o 924 apresentou apenas um único defeito em um amortecedor.[9]

Referências

  1. a b «Porsche 924 review». Bauer Consumer Media Ltd (em inglês). classiccarsforsale.co.uk 
  2. a b Felipe Bitu (2 de março de 2017). «Porsche 924: mais perto da redenção». Quatro Rodas. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  3. Rolf Diekhof (12 de maio de 1972). «Rudolf Leidings neue Rezepte». Die Zeit. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  4. Altair Campos Pimpão (22 de setembro de 1973). «Volkswagen pode se separar da Porsche». Folha de S.Paulo, ano LIII, edição 16166, página 15 
  5. Editorial (11 de maio de 1977). «Schmücker sollte Leiding danken». Auto Motor & Sport (10). Stuttgart: Motor Presse Stuttgart. 3 páginas. ISSN 0005-0806 
  6. «Volks alemã demitirá 25 mil e fechará 2 fábricas». Jornal do Brasil, ano LXXXV, edição 8, página 14/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 16 de abril de 1975. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  7. «Was Audi und Porsche verbindet». Heilbronner Stimme -republicado no Internet Archive. 27 de julho de 2009. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  8. Zsolt Csikós (5 de setembro de 2020). «A Porsche, amit meg tudsz venni Használtteszt: Porsche 924 S – 1987». Total Car Hungary-republicado pelo Internet Archive. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  9. Alex Cohrs (11 de julho de 2005). «Das Gipfeltreffen». Auto Bild. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 

Ligações externas editar

  Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.