Portal:Exploração espacial

Portal da
Exploração espacial
 ver · editar Exploração espacial


O ônibus espacial Discovery preparado para o seu lançamento na missão STS-114.
O ônibus espacial Discovery preparado para o seu lançamento na missão STS-114.

Exploração espacial é o conjunto de esforços do homem que visão a exploração espaço e seus corpos celestes. Enquanto o estudo do espaço, estrelas, dentre outros astros, é realizada principalmente por astrônomos com instrumentos materiais, a exploração física do espaço é realizada tanto por sondas robóticas não tripuladas, quanto por voos espaciais tripulados. Os corpos celestes e astros sempre foram motivo de grande fascinação na humanidade. Há registros de gregos, mesopotâmicos e astecas descrevendo vários acontecimentos celestes. Há também vários cientistas deram grandes contribuições para que o sonho de explorar o espaço pudesse se tornar realidade, como o russo Konstantin Tsiolkovsky, o alemão Hermann Oberth e o estadunidense Robert Goddard. Antes e durante a Segunda Guerra Mundial não havia um esforço conjunto que tinha por objetivo a exploração física do espaço. Mas foi realmente durante a Guerra Fria, com o início da Corrida Espacial, que Estados Unidos e União Soviética buscaram consideravelmente superioridade uma da outra na exploração do espaço, exploração que nunca antes se tinha visto.

 ver · editar Artigo selecionado


O acidente do ônibus espacial Columbia ocorreu no dia 1 de Fevereiro de 2003, durante a fase de reentrada na atmosfera terrestre, a apenas dezesseis minutos de tocar o solo no regresso da missão STS-107, causando a destruição total da nave e a perda dos sete astronautas que compunham a tripulação. Esta missão de cariz científico teve a duração de dezasseis dias ao longo dos quais foram cumpridas com sucesso, as cerca de oitenta experiências programadas.

Momentos após a desintegração do Columbia, milhares de destroços em chamas caíram sobre uma extensa faixa terrestre, essencialmente no estado do Texas, e na Louisiana, alguns dos quais atingiram casas de habitação, empresas e escolas. Afortunadamente entre a população ninguém ficou ferido.

A recolha dos destroços prolongou-se de forma intensiva até meados de Abril daquele ano, ao longo de 40 000 km² dos quais 2850 km² percorridos a pé, e os restantes utilizando meios aéreos ou navais junto à linha costeira da Califórnia. Foram recolhidos 83 mil pedaços do Columbia, correspondentes a 37% da massa total da nave, entre os destroços encontravam-se também parte dos restos mortais dos astronautas.

 ver · editar Biografia selecionada


Marcos Cesar Pontes (Bauru, 11 de março de 1963) é um tenente-coronel da Força Aérea Brasileira (FAB), atualmente na reserva, Ministro da Ciência e Tecnologia do Governo Brasileiro. Foi o primeiro astronauta brasileiro, o segundo sul-americano e o primeiro lusófono a ir ao espaço, na missão batizada "Missão Centenário", em referência à comemoração dos cem anos do voo de Santos Dumont no avião 14 Bis, realizado em 1906. Em 30 de março de 2006, partiu em direção à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da nave russa Soyuz TMA-8, com oito experimentos científicos brasileiros para execução em ambiente de microgravidade. Retornou no dia 8 de abril, a bordo da nave Soyuz TMA-7.

Casado com Franciska de Fátima Cavalcanti, Marcos Pontes tem dois filhos e seus hobbies são musculação, futebol, violão, piano, desenho e pintura em aquarela. Além destes hobbies, também se dedica ao radioamadorismo. Seu prefixo como radioamador é PY0AEB. Seus pais, Virgílio e Zuleika Pontes, moravam em Bauru. Foi piloto de caça da FAB, chegando ao posto de tenente-coronel.

 ver · editar Imagem selecionada
 ver · editar Neste dia: 4 de março


 ver · editar Categorias
Colabore!
Colabore!
Como colaborar!
• Crie artigos relacionados a exploração espacial dando visibilidade ao assunto escolhido.
• Adicione imagens nos artigos.
• Melhore os artigos sobre a exploração espacial.