Portal:Exploração espacial/Biografia selecionada

Biografia selecionada/1


Portal:Exploração espacial/Biografia selecionada/1

Neil Armstrong

Neil Alden Armstrong (5 de agosto de 1930 - 25 de agosto de 2012) foi um astronauta norte-americano, piloto de testes, formado com mestrado em engenharia aeronáutica, foi professor de universidade e ficou conhecido por ser a primeira pessoa a caminhar na Lua no comando da Apollo 11, no dia 20 de julho de 1969. Armstrong iniciou sua carreira na Marinha dos Estados Unidos como piloto de caça na Guerra da Coreia. Armstrong também acumulou mais de 2.400 horas de voo em 900 voos em mais de 200 modelos diferentes de aeronaves, incluindo jatos, foguetes, planadores e os famosos aviões Bell X-1 e X-15.

Armstrong entrou para a NACA, agência antecessora a NASA, em 1962, onde, como astronauta, comandou a Gemini VIII, a sexta missão tripulada do Programa Gemini que realizou a primeira acoplagem na órbita da Terra entre duas naves espaciais. Três anos depois da Gemini VIII, Armstrong escreveu seu nome na história quando, juntamente com Buzz Aldrin, durante a Apollo 11, permaneceram por aproximadamente duas horas e trinta minutos na superfície lunar, onde recolheram 21 quilos de rochas e fincaram a bandeira dos Estados Unidos, enquanto o também astronauta Michael Collins, o terceiro membro da tripulação da Apollo 11, permanecia na órbita da Lua a bordo do módulo de comando.

Biografia selecionada/2


Portal:Exploração espacial/Biografia selecionada/2

Christa McAuliffe

Sharon Christa Corrigan McAuliffe (Boston, 2 de setembro de 1948Cabo Canaveral, 28 de janeiro de 1986) foi uma astronauta-professora, que morreu a bordo do ônibus espacial Challenger, quando a nave explodiu no ar durante o lançamento em janeiro de 1986, matando todos os seus tripulantes. Professora especializada em História Americana e Estudos Sociais, Christa, inspirada na adolescência pelo Programa Apollo, foi a escolhida entre 11.000 professores dos Estados Unidos que responderam ao chamado da NASA em 1984, que pretendia levar um educador ao espaço para que de lá ele desse aulas às crianças americanas, através do programa chamado Um Professor no Espaço.

Selecionada em julho de 1985, ela e sua astronauta-reserva (todos os astronautas tem um reserva, que treinam junto com ele e participam das mesmas tarefas simultaneamente, sendo preparados para substituí-lo caso este tenha algum problema, mesmo que seja na hora do lançamento) Barbara Morgan, outra professora, passaram um ano sem dar aulas, com os salários pagos pela NASA, treinando para a missão STS-51-L, do ônibus espacial Challenger, que subiria em janeiro de 1986. Após o anúncio de sua escolha, Christa tornou-se uma celebridade nos EUA, e tendo grande empatia com a imprensa, chegou a ser entrevistada em famosos programas da tv americana como os de David Letterman e Larry King. Foi em parte por causa de sua presença na missão e do frisson provocado na opinião pública com isso, que a tragédia da Challenger causou a comoção extraordinária que ocorreu entre o povo norte-americano.

Biografia selecionada/3


Portal:Exploração espacial/Biografia selecionada/3

Marcos Pontes2.jpg

Marcos Cesar Pontes (Bauru, 11 de março de 1963) é um tenente-coronel da Força Aérea Brasileira (FAB), atualmente na reserva, Ministro da Ciência e Tecnologia do Governo Brasileiro. Foi o primeiro astronauta brasileiro, o segundo sul-americano e o primeiro lusófono a ir ao espaço, na missão batizada "Missão Centenário", em referência à comemoração dos cem anos do voo de Santos Dumont no avião 14 Bis, realizado em 1906. Em 30 de março de 2006, partiu em direção à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da nave russa Soyuz TMA-8, com oito experimentos científicos brasileiros para execução em ambiente de microgravidade. Retornou no dia 8 de abril, a bordo da nave Soyuz TMA-7.

Casado com Franciska de Fátima Cavalcanti, Marcos Pontes tem dois filhos e seus hobbies são musculação, futebol, violão, piano, desenho e pintura em aquarela. Além destes hobbies, também se dedica ao radioamadorismo. Seu prefixo como radioamador é PY0AEB. Seus pais, Virgílio e Zuleika Pontes, moravam em Bauru. Foi piloto de caça da FAB, chegando ao posto de tenente-coronel.

Biografia selecionada/4


Portal:Exploração espacial/Biografia selecionada/4

Gagarin in Sweden.jpg

Yuri Alekseievitch Gagarin (Kluchino, 9 de março de 1934Kirjatch, 27 de março de 1968) foi um cosmonauta soviético e o primeiro homem a viajar pelo espaço, em 12 de abril de 1961, a bordo da Vostok 1, que tinha 4,4 m de comprimento, 2,4 m de diâmetro e pesava 4725 kg. Esta espaçonave possuía dois módulos: o módulo de equipamentos (com instrumentos, antenas, tanques e combustível para os retrofoguetes) e a cápsula onde ficou o cosmonauta.

Iuri Gagarin nasceu em uma fazenda coletiva na localidade de Kluchino, distrito de Gjatski - numa região a oeste de Moscou, Rússia, parte da então União Soviética. Seus pais, Aleksei Ivanovitch Gagarin e Anna Timofeievna Gagarina, trabalhavam numa kolkhoz (fazenda coletiva). Os trabalhadores manuais eram descritos nos relatórios oficiais como "camponeses", o que indica que isto pode ser uma simplificação no caso de seus pais - a mãe dele teria sido uma leitora voraz, e seu pai um hábil carpinteiro. Como milhões de pessoas na União Soviética, a família Gagarin sofreu durante a ocupação nazista na Segunda Guerra Mundial. Seus dois irmãos mais velhos foram deportados para a Alemanha Nazista em 1943, onde foram empregados como OST-Arbeiter's (escravos) e não voltaram até depois da guerra. Quando jovem, Gagarin passou a interessar-se pelo espaço e planetas, e começou a sonhar com sua turnê de espaço que um dia se tornaria uma realidade. Gagarin foi descrito por seus professores em Liubertsi, cidade-satélite de Moscou, como inteligente e trabalhador, e também amável e brincalhão.

Biografia selecionada/7


Portal:Exploração espacial/Biografia selecionada/7

Padalka.jpg

Gennady Ivanovich Padalka (Krasnodar, 21 de junho de 1958) é um cosmonauta russo, veterano de cinco missões ao espaço e condecorado como Herói da Federação Russa. Como oficial da Força Aérea, tem 1500 horas de voo em diversos tipos de aeronaves militares e civis como piloto de primeira classe, além de trezentos saltos como pára-quedista instrutor. Padalka tem o recorde de ser humano com mais tempo no espaço, ao completar 879 dias em órbita em cinco missões espaciais, quatro delas em missões de longa duração na Estação Espacial Internacional.

Padalka formou-se no Colégio de Aviação Militar de Eisk em 1979, servindo por dez anos na força aérea russa, até alcançar a patente de coronel-aviador. Em 1989, foi selecionado para treinamentos como cosmonauta no Centro de Treinamento de Cosmonautas Yuri Gagarin, na Cidade das Estrelas, qualificando-se em 1991. De agosto de 1996 a julho de 1997, ele treinou para voos espaciais no complexo orbital Mir-Soyuz , como comandante reserva da missão conjunta Mir-NASA 24 e para o programa Euro-Mir, em conjunto com a Agência Espacial Européia (ESA). Em agosto de 1998 Padalka fez seu primeiro voo ao espaço, como comandante da Mir-26, passando 198 dias em órbita, para onde foi no comando da nave Soyuz TM-28. Ao retornar entrou em treinamento por mais um ano, para comando da Soyuz-TM como veículo de salvamento de emergência à tripulações da Estação Espacial Internacional, seguindo-se treinamento como comandante-reserva da Expedição 9 à ISS.

Biografia selecionada/9


Portal:Exploração espacial/Biografia selecionada/9

RIAN archive 612748 Valentina Tereshkova.jpg

Valentina Vladimirovna Tereshkova é a primeira cosmonauta e a primeira mulher a ter ido ao espaço, em 16 de junho de 1963, na nave Vostok VI. Transformada em heroína nacional após o sucesso de sua missão, condecorada por líderes soviéticos, russos e estrangeiros de várias gerações, nos anos seguintes se tornou proeminente na sociedade e na política do país, primeiro na União Soviética e depois na Rússia. Até os dias atuais, é a única mulher a ter feito um voo solo ao espaço.

Oriunda de uma família proletária - seu pai era um motorista de trator, desaparecido na guerra russo-finlandesa de 1940 - Valentina só entrou para a escola aos oito anos e começou a trabalhar com dezoito, em uma fábrica têxtil, para ajudar a mãe viúva. Na mesma época, começou a participar de um clube de paraquedistas amadores e deu seu primeiro salto em 21 de maio de 1959. Criou o Clube de Paraquedistas Amadores da fábrica e tornou-se sua presidente. Dois anos depois, se tornou secretária do Komsomol local e recebeu um certificado de especialista em tecnologia de fiação. Aos 24 anos, em 1961, começou a estudar para se qualificar como cosmonauta, no mesmo ano em que o diretor do programa espacial soviético, Sergei Korolev, considerou enviar mulheres ao espaço, numa forma de colocar a primeira mulher em órbita na frente dos Estados Unidos, durante a corrida espacial entre as duas superpotências.