Portela do Fojo

localidade e antiga freguesia de Portugal

Portela do Fojo foi uma freguesia portuguesa do município de Pampilhosa da Serra, com 37,79 km² de área[1] e 381 habitantes (2011).[2] A sua densidade populacional é de 10,1 hab/km².

Portugal Portela do Fojo 
  Freguesia portuguesa extinta  
Localização
Portela do Fojo está localizado em: Portugal Continental
Portela do Fojo
Localização de Portela do Fojo em
Mapa
Mapa de Portela do Fojo
Coordenadas 39° 59' 09" N 8° 03' 50" O
município primitivo Pampilhosa da Serra
município (s) atual (is) Pampilhosa da Serra
Freguesia (s) atual (is) Portela do Fojo - Machio
História
Extinção 2013
Características geográficas
Área total 37,79 km²
População total (2011) 381 hab.
Densidade 10,1 hab./km²

A freguesia foi criada em 1795 por desmembramento da freguesia de Alvares. Pertenceu ao concelho de Alvares até à extinção deste, em 24 de Outubro de 1855. A freguesia é banhada pelo rio Unhais e pela albufeira da Barragem do Cabril.

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Machio, para formar uma nova freguesia denominada Portela do Fojo - Machio, da qual é a sede.[3]

População editar

População da freguesia de Portela do Fojo [4]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
842 934 1 044 1 189 1 436 1 472 1 486 1 744 1 593 1 460 837 595 536 572 381

Brasão da freguesia editar

Os símbolos heráldicos de Portela do Fojo constam do Diário da República IIIª Série, n.º 166/96, de 19 de julho de 1996 (páginas 12.553 e 12.554). Em baixo está a transcrição:

«Fernando Simões Valente, presidente da Junta de Freguesia de Portela do Fojo, concelho de Pampilhosa da Serra:

Torna pública a ordenação heráldica do brasão, bandeira e selo branco da freguesia de Portela do Fojo, tendo em conta o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 24 de Janeiro de 1996, que foi aprovado sob proposta da Junta de Freguesia na sessão ordinária da Assembleia de Freguesia de 14 de Abril de 1996.

Ordenação heráldica do brasão, bandeira e selo da freguesia de Portela do Fojo, município de Pampilhosa da Serra:

Brasão – escudo de prata, um pinheiro arrancado de verde, com pinhas de ouro, acompanhado em chefe de suas abelhas de sua cor; planície de alvenaria de vermelho, lavrada de prata. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro, em maiúsculas: “PORTELA DO FOJO”;»

Localidades editar

  • Amoreira Cimeira
  • Amoreira Fundeira
  • Amoreirinha
  • Corga do Ouro
  • Corga do Rossaio
  • Enxaminhos
  • Folgares
  • Fontes
  • Grota
  • Indioso
  • Padrões
  • Ribeiro do Além
  • Ribeiro do Indioso
  • Ribeiro do Soutelinho
  • Soutelinho
  • Trinhão
  • Vale da Gata
  • Vale do Porco
  • Vilar
  • Vilar da Matriz

História editar

Apesar da freguesia de Portela do Fojo ser de criação relativamente recente (1795), a presença humana na freguesia é contudo milenar. Ao que parece os primeiros habitantes da freguesia terão residido num local conhecido actualmente como Cabeço Murado, um local perto da aldeia de Trinhão que hoje se encontra terraplanado para a plantação de eucaliptos. Batata e Gaspar (1993) referem que nada existe hoje nesse local.

Em 1281, foi dada carta de foral à Herdade de Alvares, concelho a que pertenceu Portela do Fojo até 1854. Em 24 de Outubro de 1854, o concelho de Alvares foi extinto e a freguesia de Portela do Fojo passou a integrar o concelho de Pampilhosa da Serra a que ainda hoje pertence.

Em 11 de Março de 1951, deu-se a instalação do primeiro telefone na freguesia, graças à intervenção de Marcelo Caetano. Em 1954, deu-se o desaparecimento da localidade de Vilar de Amoreira que ficou submersa, devido à construção da barragem do Cabril.

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Trafaria, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Portela do Fojo e Machio da qual é a sede.[5]

Vegetação editar

O solo rico em xisto não é propício para a agricultura, mas é bom para a exploração florestal, todo o concelho da Pampilhosa da Serra está inserido na sub-região Pinhal Interior Norte. As principais espécies florestais são a Carqueja, o Castanheiro, o Eucalipto, o Feto, a Lantisca, o Medronheiro, o Pinheiro-Bravo, o Tojo, o Trovisco e a Urze, entre outras.

Economia editar

A freguesia vive da agricultura, pecuária, pequena indústria (artesanato) e pequeno comércio.

Património edificado editar

Festas e romarias editar

  • Nossa Senhora da Paz (2º domingo de Agosto)
  • Santa Bárbara (4 de Dezembro)
  • Nossa Senhora do Ó (3º domingo de Agosto)
  • Nossa Senhora do Remédios (1º domingo de Agosto)

Paisagens editar

Gastronomia editar

As principais especialidades gastronómicas da freguesia de Portela do Fojo são:

Artesanato editar

Na freguesia de Portela do Fojo fazem-se trabalhos de renda e tecelagem de mantas de farrapos.

Colectividades editar

As principais colectividades da freguesia são:

  • Comissão de Melhoramentos de Trinhão, Ribeira de Folgares e Padrões
  • Liga de Desenvolvimento de Portela do Fojo

Referências

  1. IGP (2012). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2012.1» (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2012.1. Instituto Geográfico Português. Consultado em 30 de julho de 2013. Cópia arquivada em 9 de novembro de 2013 
  2. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_CENTRO". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27 de julho de 2013. Cópia arquivada em 8 de outubro de 2014 
  3. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  4. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  5. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 17 de julho de 2014.

Ligações externas editar