Primeira Intifada

revolta palestina contra a ocupação israelense da Cisjordânia e Faixa de Gaza de 1987–1993

A Primeira Intifada, também chamada guerra das pedras, foi uma manifestação espontânea da população palestina contra a ocupação israelense, iniciada em 9 de dezembro de 1987. O termo surgiu após o levante espontâneo que rebentou em 1987, no campo de refugiados de Jabaliyah, no extremo norte da Faixa de Gaza, com a população civil palestina atirando paus e pedras contra os militares israelenses.

Primeira Intifada
Conflito árabe-israelense
Jabalya1988roadblock.jpg
Um posto de controle feito por militares israelenses em Jabaliyah.
Data 8 de dezembro de 198713 de setembro de 1993
Local Cisjordânia, Faixa de Gaza, Israel
Desfecho Cessar-fogo entre as partes e assinatura de acordos em Madri e Oslo
Beligerantes
 Israel Flag of Palestine.svg al-Qiyada al-Muwhhada
Flag of Hamas.svg Hamas
Flag of the Islamic Jihad Movement in Palestine.svg Movimento da Jihad Islâmica
Comandantes
Israel Yitzhak Shamir
Israel Yitzhak Rabin
Israel Dan Shomron
Flag of Palestine.svg Marwan Barghouti
Flag of Palestine.svg Abu Jihad  
Baixas
277 mortos[1]
  • 175 civis
  • 102 militares e policiais
1 962 mortos[1]
  • 1 603 por israelenses[1]
  • 359 por outros palestinos[1]

O movimento atingiu seu ápice em fevereiro do mesmo ano, quando um fotógrafo israelense publicou imagens que mostravam soldados israelenses "molestando violentamente" os palestinos, o que suscitou a indignação da opinião pública.[2] Violentos combates, atentados e repressão de protestos deixou um saldo de centenas de mortos. Altos danos a infraestrutura dos territórios palestinos ocupados foram reportados. A revolta só terminou no final de 1993, por ocasião da assinatura dos Acordos de Oslo.[3]

Intifada, em árabe, significa tremer ou calafrios de medo ou doença, também significa um despertar abrupto, ou súbito, de um sonho ou inconsciência. Politicamente, a palavra simboliza o levante palestino contra a ocupação de Israel.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d Kober, Avi. "From Blitzkrieg To Attrition: Israel's Attrition Strategy and Staying Power." Small Wars & Insurgencies 16, no. 2 (2005): 216–240.
  2. RAZOUX, Pierre. Tsahal - Nouvelle histoire de l'armée israélienne. Paris: Perrin, 2006. ISBN 2-262-02328-X p.407]
  3. Palestinian intifada
  Este artigo sobre o Estado da Palestina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.