Prolapso uterino

Prolapso uterino
Prolapso em mulher de 71 anos com cérvix visível na vagina.
Especialidade ginecologia
Classificação e recursos externos
CID-10 N81.4
MedlinePlus 001508
eMedicine 797295, 264231
MeSH D014596
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Prolapso uterino é um deslocamento do útero para dentro da vagina. Ocorre quando os ligamentos que mantem o útero no lugar esticaram muito e estão debilitados. É mais comum em mulheres pós-menopausa que tiveram múltiplos partos vaginais. 

Fatores de risco para prolapso uterino incluem a gravidez, parto normal, pressão intra-abdominal elevada,  como o levantamento, tosse ou esforço, tecido conjuntivo condições,[1][2] e danos ou fraqueza dos músculos.[3]

O tratamento pode ser manual, empurrando o útero de volta ao lugar, fortalecendo a musculatura com exercícios Kegel diários e usando pesarios para evitar um novo prolapso ou pode ser cirúrgico, dependendo dos sintomas e preferência da paciente.

TratamentoEditar

O tratamento pode ser conservador, mecânico ou cirúrgico. Tratamento conservador inclui a modificação comportamental e exercícios de fortalecimento dos músculos pélvicos Kegel.[4] Pesarios são um instrumento para elevar e apoiar o útero.[5][6] As opções cirúrgicas são muitas[7] e pode incluir uma histerectomia ou uma técnica como histeropexia laparoscópica,[8] sacrohisteropexia[9][10] ou a operação de Manchester.[11]

ReferênciasEditar

  1. «Urinary incontinence and pelvic organ prolapse in women with Marfan or Ehlers Danlos syndrome». Am. J. Obstet. Gynecol. 182. PMID 10819815. doi:10.1067/mob.2000.105410 
  2. «Prolapse and sexual function in women with benign joint hypermobility syndrome». BJOG. 120. PMID 23240798. doi:10.1111/1471-0528.12082 
  3. «Comparison of levator ani muscle defects and function in women with and without pelvic organ prolapse». Obstet Gynecol. 109. PMID 17267827. doi:10.1097/01.AOG.0000250901.57095.ba 
  4. «Conservative prevention and management of pelvic organ prolapse in women». The Cochrane Library. PMID 22161382. doi:10.1002/14651858.CD003882.pub4 
  5. «Pessaries (mechanical devices) for pelvic organ prolapse in women». Cochrane Database Syst Rev. PMID 23450548. doi:10.1002/14651858.CD004010.pub3 
  6. «The PESSRI study: symptom relief outcomes of a randomized crossover trial of the ring and Gellhorn pessaries». Am. J. Obstet. Gynecol. 196. PMID 17403437. doi:10.1016/j.ajog.2007.02.018 
  7. Maher, Christopher; Feiner, Benjamin; Baessler, Kaven; Christmann-Schmid, Corina; Haya, Nir; Brown, Julie (1 de outubro de 2016). «Surgery for women with apical vaginal prolapse». The Cochrane Database of Systematic Reviews. 10: CD012376. ISSN 1469-493X. PMID 27696355. doi:10.1002/14651858.CD012376 
  8. «Laparoscopic hysteropexy: 1- to 4-year follow-up of women postoperatively». Int Urogynecol J. 25. PMID 24193261. doi:10.1007/s00192-013-2209-5 
  9. «Laparoscopic hysteropexy: the initial results of a uterine suspension procedure for uterovaginal prolapse». BJOG. 117. PMID 20002370. doi:10.1111/j.1471-0528.2009.02396.x 
  10. «A review on the role of laparoscopic sacrocervicopexy». Curr. Opin. Obstet. Gynecol. 26. PMID 24950123. doi:10.1097/GCO.0000000000000079 
  11. Surgical correction of uterine prolapse: cervical amputation with uterosacral ligament plication versus vaginal hysterectomy with high uterosacral ligament plication By de Boer T, Milani F, Kluivers K, Withagen M, Vierhout M. Part of ICS 2009 Scientific Programme, Thursday 1 October 2009[ligação inativa]