Quinto Clélio Sículo

Quinto Clélio Sículo (em latim: Quintus Cloelius Siculus) foi um político e patrício romano do início do século V a.C. que serviu como cônsul em 498 a.C. juntamente com Tito Lárcio.

Quinto Clélio Sículo
Nascimento século VI a.C.
Desconhecido
Morte século V a.C.
Desconhecido
Cidadania Roma Antiga
Progenitores
  • Desconhecido
  • Desconhecido
Cônjuge Desconhecido
Filho(s) Cloelius Siculus
Ocupação político da Antiga Roma, militar da Antiga Roma

HistóriaEditar

Sua gente, os Clélios (em latim: Cloelii), eram oriundos de Alba Longa e vieram para Roma durante o reinado de Túlio Hostílio. Quinto foi o primeiro membro da família a servir como cônsul[1]. Em 498 a.C., ele foi eleito com Tito Lárcio, cônsul pela segunda vez e que já havia servido como ditador[2]. Segundo Dionísio de Halicarnasso, Clélio nomeou Lárcio como ditador para preparar a cidade para uma luta contra os latinos. Lívio (e outros) defendem que Lárcio foi nomeado ditador três anos antes da ascensão de Clélio e não em 498 a.C.

Ver tambémEditar

Cônsul da República Romana
 
Precedido por:
'Tito Ebúcio Elva

com Caio Vetúsio Gêmino Cicurino

Quinto Clélio Sículo
498 a.C.

com Tito Lárcio Flavo II

Sucedido por:
'Aulo Semprônio Atratino

com Marco Minúcio Augurino


Referências

  1. Les gentes romaines, C, Cloelia Arquivado em 17 de junho de 2009, no Wayback Machine. (em inglês)
  2. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas, V, 59