R7

portal de internet brasileiro pertencente ao Grupo Record
Disambig grey.svg Nota: Se procura o míssil balístico intercontinental, veja R-7 Semyorka.

R7 ou R7.com[1] é um portal de internet brasileiro criado em 2009 que atualmente pertence ao Grupo Record. Em 2017, o R7 anunciou que tornou-se o quinto maior da América Latina.[2] Seu conteúdo é produzido com o apoio das estruturas da RecordTV, da Record News e também de suas filiadas e afiliadas, que produzem matérias através de páginas regionais (R7 SP, R7 RJ, R7 DF, R7 MG, R7 BA, R7 Triângulo).

R7
Rádio e Televisão Record S.A.
Página inicial do R7 em agosto de 2018.
Slogan O mais social dos portais.
Proprietário(s) Grupo Record
Requer pagamento? Não
Gênero Gratuito
Cadastro Portal
País de origem  Brasil
Idioma(s) Português
Endereço eletrônico r7.com

HistóricoEditar

O R7 foi lançado em 27 de setembro de 2009, mesmo dia em que a Rede Record completou 56 anos.[3] Foi feito com investimento estimado em R$ 300 milhões, e na data de estreia contava com uma equipe de 300 profissionais.

 
Topo da página do R7 às 20h de 27 de setembro de 2009, quando foi inaugurado.

No início do ano de 2010, o R7 apresenta uma página totalmente voltada ao Carnaval.[4] Atualmente, além de Carnaval,[5] o portal conta com diversos especiais como: Verão,[6] Natal, Dia das Crianças, Dia das Mães,[7] Dia dos Pais e Dia dos Namorados.[8]

Desde maio de 2010, Te Dou Um Dado, blog de humor fenômeno na internet, vem somar ainda mais a lista de blogs do portal.[9]

Ainda em julho a Record decide concentrar suas estruturas de publicidade: a Rede Record, a Record News e o R7 passam a ser comandados pela mesma diretoria comercial. Essa integração favorece a venda comercial, integrando a compra de vários formatos em vários meios diferentes. A decisão também propicia ao mercado grande vantagem de trabalho com formatos cross media.[10]

No dia 28 de setembro de 2010, estreia na Rede Record o reality show A Fazenda 3 com uma novidade: os usuários podem assistir ao vivo ao reality, 24 horas por dia pelo R7. Para ter acesso a esta programação basta que o usuário utilize seu e-mail do domínio @r7, criado gratuitamente. Somente em dois momentos não é possível acessar o serviço no portal: durante o programa ao vivo na Rede Record e também durante a Prova do Fazendeiro. Esta ação do portal resulta em grandes números: o site conquista a marca de 491 milhões de páginas visitadas durante o mês de outubro de 2010, além do número de visitantes chegando a 8,7 milhões. O feito estratégico do portal alcança dois milhões de e-mails cadastrados no domínio do R7. A mesma façanha é realizada no ano seguinte, com o mesmo sucesso.[11]

Em outubro Antonio Guerreiro substitui Fábio Tucilho da direção geral do Portal. Anteriormente Guerreiro ocupava o cargo de direção geral de Conteúdo do R7.

Em maio de 2013, Antonio Guerreiro, que já comanda a direção geral do portal R7, torna-se também diretor de novas mídias, departamento responsável pela interatividade e também pelas áreas de serviço mobile, ou seja, todas as plataformas de distribuição de conteúdo digital da Rede Record. Luiz Cesar Pimentel, que era Chefe de Redação, se torna Diretor de Conteúdo.[12]

Em abril de 2014, Dado Lancellotti, um dos fundadores do portal, deixa o R7 para seguir projeto próprio, e passa seu cargo na diretoria comercial para Luciano Vaz.[13] A diretoria de operações está sob Aline Sordili. Também em abril chegam ao R7 o jornalista André Forastieri para a função de Editor-Executivo[14] de Entretenimento e Marcio Zebini como Gerente Geral de Novos Negócios.[15]

Em 2018, o R7 era controlado pelo mesmo editorial do Jornal da Record, que foi denunciado por jornalistas da RecordTV que o mesmo estava sendo dirigido com viés político pró Jair Bolsonaro, na época das eleições de 2018.[16]

AudiênciaEditar

Em maio de 2014 o R7 ultrapassou a marca de 150 milhões de visitantes únicos, abrindo uma vantagem de 12,6 milhões de visitantes únicos em relação a Globo.com. A diferença para o UOL, líder do segmento, caia de 17,5 milhões para 4,4 milhões, uma redução de 62%, a menor diferença da história.[17][18] No final de 2014, o site foi a principal marca do Brasil em engajamento no Facebook, segundo levantamento pela ComScore, que conduz pesquisas de mercado e análises de audiência.[19] Em 2014 foi o segundo maior portal de conteúdo segundo instituto Ibope/Nielsen e o instituto ComScore. Também ficou na quinta posição entre os sites mais visitados no Brasil.[20]

O R7 não consta entre os mais acessados do Brasil segundo a medição da gigante de tecnologia Amazon. Entre os sites mais acessados em 2020, o Globo.com aparece em sexto, atrás apenas do Google, Youtube, mercadolivre, e facebook [21]. Ainda em 2020, mas segundo a Comscore, o R7 seria o nono site mais visitado, após Google, Facebook, UOL, Globo.com, Microsoft, Caixa Econômica, sites B2W (empresa dona do Submarino, Americanas.com) e Terra. [22]

Parceria com sites e jornaisEditar

Referências

  1. «R7» 
  2. Quinto mais visitado da América Latina, Portal R7 tem 138 milhões de acessos mensais
  3. «R7 está no ar: conheça o novo portal» 
  4. «Especial Carnaval R7.com» 
  5. «Especial Carnaval R7.com» 
  6. «Verão» 
  7. «Especial Dia das Mães» 
  8. «Especial Dia dos Namorados» 
  9. «A irreverência e o humor do "Te Dou Um Dado" chegam ao R7». Arquivado do original em 26 de julho de 2014 
  10. «Record alinha área comercial e cria estrutura de publicidade integrada». Consultado em 15 de julho de 2014. Arquivado do original em 26 de julho de 2014 
  11. «A Fazenda faz e-mail do R7 crescer». Arquivado do original em 11 de agosto de 2014 
  12. «Guerreiro assume Novas Mídias na Record» 
  13. «Dado Lancellotti deixa o R7». Arquivado do original em 25 de julho de 2014 
  14. «R7 anuncia Forastieri como novo editor executivo do portal» 
  15. «Marcio Zebini chega ao R7» 
  16. «Record amplia visibilidade de Bolsonaro e evita críticas ao presidenciável». Folha de S. Paulo. Grupo Folha. 26 de outubro de 2018. Consultado em 25 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 25 de fevereiro de 2020 
  17. «R7.com ultrapassa a marca de 50 milhões de visitantes únicos, segundo a Comscore». portalimprensa.com.br. Consultado em 27 de julho de 2015 
  18. «R7 ultrapassa a marca histórica de 50 milhões de visitantes únicos» 
  19. «R7 é a principal marca do Brasil em engajamento no Facebook». portal.comunique-se.com.br. Consultado em 27 de julho de 2015 [ligação inativa]
  20. «Na frente». veja.abril.com.br/. Consultado em 30 de julho de 2014. Arquivado do original em 14 de agosto de 2014 
  21. «Sites mais acessados no Brasil». Consultado em 5 de julho de 2020 
  22. «Rankings do Mercado». Consultado em 5 de julho de 2020 

Ligações externasEditar