Raúl Cubas Grau

engenheiro e político paraguaio, Ex-presidente do Paraguai

Raúl Alberto Cubas Grau (Assunção, 23 de agosto de 1943) é um político e engenheiro paraguaio. Foi presidente de seu país entre 15 de agosto de 1998 a 23 de março de 1999. Renunciou após o assassinato de seu vice-presidente, Luis María Argaña.

Raúl Alberto Cubas Grau
49.° Presidente do  Paraguai
Período 15 de agosto de 1998
a 29 de março de 1999
Antecessor(a) Juan Carlos Wasmosy
Sucessor(a) Luis Ángel González Macchi
Dados pessoais
Nascimento 23 de agosto de 1943 (79 anos)
Assunção, Paraguai
Primeira-dama Mirta Guzinski de Cubas
Partido Partido Colorado
Profissão engenheiro elétrico e político
Assinatura Assinatura de Raúl Cubas Grau

Após sua renúncia, Cubas exilou-se no Brasil no dia 29 de março de 1999 e pediu asilo ao governo Fernando Henrique Cardoso, tendo residido em Balneário Camboriú e depois em Curitiba.[1] Um dos homens mais ricos de seu país, Cubas era dono da Construtora 14 de Julio, uma das que participaram da construção da hidrelétrica de Itaipu.[1]

Em setembro de 2004 sua filha mais velha, Cecilia Cubas Gusinky, com então 30 anos foi sequestrada. Após um mês o grupo de sequestradores parou com os contatos. Em 17 de fevereiro de 2005 seu corpo foi encontrado enterrado em uma casa na cidade de Ñemby, nos arredores de Assunção. O sequestro foi atribuído ao grupo de esquerda Partido Patria Libre[2] que teria vínculos com as FARC.[3] Dois dos acusados do assassinato receberam asilo político da Bolívia em 2006.[4]

Referências

  1. a b Bittencourt, Fábio (9 de agosto de 1999). «Os Dois Refúgios do Ex-Presidente». www.terra.com.br. Istoé Gente. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 
  2. «Esquerda acusada do sequestro de filha de ex-presidente paraguaio». noticias.uol.com.br. UOL. 25 de janeiro de 2005. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 
  3. «Colômbia aponta ligação entre Farc e grupo paraguaio». noticias.uol.com.br. UOL. 3 de março de 2006. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 
  4. «Bolívia concede refúgio a suspeitos de assassinar Cecilia Cubas». noticias.uol.com.br. UOL. 30 de junho de 2006. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 

Ligações externasEditar

Precedido por
Juan Carlos Wasmosy Monti
Presidente do Paraguai
1998 - 1999
Sucedido por
Luis Ángel González Macchi