Abrir menu principal
Question book-4.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Radicci
Personagem fictícia de Radicci
Sexo Masculino
Origem Caxias do Sul, RS, Brasil
Características engraçado, gordo, beberrão, ranzinza, machista, preguiçoso, guloso, amante de vinho e da farra e inimigo mortal do trabalho
Criado por Carlos Henrique Iotti
Série(s) Radicci
Primeira aparição 1983

Radicci (em italiano significa "raízes") é um personagem-título de histórias em quadrinhos criado pelo cartunista brasileiro Carlos Henrique Iotti, em 1983.[1] É apresentado dentro do contexto dos imigrantes italianos que colonizaram a região da Serra Gaúcha - mais especificamente Caxias do Sul - no extremo sul do Brasil. Nessa região, radicci é uma salada verde de pequenas folhas lisas e amargas, temperada apenas com vinagre caseiro de vinho tinto e que acompanha pratos como galeto, massa e polenta. Essas comidas são muito apreciadas pelo Radicci.

O personagem principal é uma caricatura do colono italiano que chegou ao sul do Brasil. Ele é engraçado, gordo, beberrão, ranzinza, machista, preguiçoso, guloso, amante de vinho e da farra e inimigo mortal do trabalho.

Outros personagensEditar

  • Genoveva: Genoveva Marcon (nome de solteira, Genoveva Da Ré) é a mulher de Radicci e verdadeiro obstáculo, entre ele e o garrafão de vinho. Está sempre repreendendo o marido quando ele bebe demais.
  • Guilhermino: Guilherme Marcon é o filho hippie e naturalista de Radicci. Dá pouca importância aos estudos, demonstra muito interesse pelo rock'n'roll, tem o costume de denunciar o pai ao Ibama por caça ilegal.
  • Nôno: é o patriarca da família. Ex-combatente da Segunda Guerra Mundial, ele só não lembra para qual lado.
  • Tia Carmella: é a irmã do Radicci, viúva e religiosa fanática. Briga muito com o colono.
  • Brutto: cão de estimação do Radicci, costuma farejar animais para seu dono caçar.
  • Gigi: dono do bar que o Radicci frequenta.
  • Padre Domênico: o pároco da região.

Referências

  1. Cirne, Pedro. (10 de novembro de 2008). «Radicci celebra 25 anos com HQ e DVD». Folha de S.Paulo. Consultado em 22 de agosto de 2012 

Ligações externasEditar