Abrir menu principal
Rafael I de Constantinopla
Nascimento Século XV
Morte 1476
Ocupação sacerdote
Religião cristianismo ortodoxo

Rafael I de Constantinopla (em grego: Ραφαήλ Α΄; em sérvio: Rafailo I Carigradski ; 1476) foi patriarca ecumênico de Constantinopla entre 1475 e 1476[1].

Índice

HistóriaEditar

Rafael era um monge sérvio[2]. Ele provavelmente foi escolhido e apoiado em sua campanha para o patriarcado por Mara Brankovic[2], uma das esposas de Murade II, o pai do sultão otomano Maomé II[2]. Ele conseguiu chegar ao trono nos primeiros meses de 1475[3], depois de prometer ao sultão um pagamento anual de 2 000 florins e um "presente" de 700 florins de ouro[4].

A comunidade grega de Istambul]] não participou de sua nomeação e se opôs ferozmente a ele. O bispo metropolitano de Heracleia Perinto, que tradicionalmente entronava o novo patriarca, se recusou a consagrá-lo e a liturgia teve que ser celebrada pelo metropolita de Ancira[5]. Por conta disto, Rafael não foi reconhecido como patriarca por uma grande parte do clero grego.

As fontes revelam um grande viés negativo em relação a ele[2]. Rafael é acusado de não conseguir falar adequadamente o grego e foi denunciado por seu sotaque estrangeiro e por seu vício em álcool[2]. Conta-se que ele não teria conseguido permanecer de pé numa cerimônia da Grande Sexta por estar bêbado[2].

Rafael reinou por cerca de um ano, até o começo de 1476. No começo do ano, quando ele teve que pagar o tributo anual prometido ao sultão, ele tentou realizar uma coleta entre os fieis, mas eles se recusaram a ajudá-lo[4]. Incapaz de pagar, ele foi imediatamente deposto e preso. Rafael morreu logo em seguida, ainda na prisão.

Ver tambémEditar

Rafael I de Constantinopla
(1475-1476)
Precedido por:  

Patriarcas ecumênicos de Constantinopla

Sucedido por:
Simeão I 166.º Máximo IV

Referências

  1. «Raphael I» (em inglês). Site oficial do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla 
  2. a b c d e f Philippides, Marios; Hanak, Walter K. (2011). The Siege and the Fall of Constantinople in 1453 (em inglês). [S.l.]: Ashgate Pub Co. p. 84-85. ISBN 978-1-4094-1064-5 
  3. Kiminas, Demetrius (2009). The Ecumenical Patriarchate (em inglês). [S.l.]: Wildside Press LLC. p. 37. ISBN 978-1-4344-5876-6 
  4. a b Vitalien, Laurent (1968). «Les premiers patriarches de Constantinople sous la domination turque (1454–1476)». Revue des études byzantines (em francês) (26). p. 229–263 (260). doi:10.3406/rebyz.1968.1407 
  5. Runciman, Steven (1985). The Great Church in captivity (em inglês). [S.l.]: Cambridge University Press. p. 194. ISBN 978-0-521-31310-0 

BibliografiaEditar

  • Janjić, D. J.; Đokić, N. D. (2015). «Rafael I the only Serb Ecumenical patriarch». Baština (em inglês) (39): 87–109