Abrir menu principal

Rafael Wihby Bracali

futebolista brasileiro
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2018). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Out of date clock icon.svg
Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas em seu conteúdo. Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes fiáveis e independentes.

Rafael Wihby Bracali (São Paulo, 5 de maio de 1981) é um futebolista brasileiro, que joga atualmente na Boavista Futebol Clube. Começou a carreira no Paulista-SP. E após os êxitos nas temporadas de 2005 e 2006, Transferiu-se para Portugal, onde consolidou sua carreira.

Rafael Bracali
Informações pessoais
Nome completo Rafael Wihby Bracali
Data de nasc. 5 de maio de 1981 (38 anos)
Local de nasc. Santos,  Brasil
Altura 1,82 m
Informações profissionais
Clube atual Portugal BoaVista
Número 1
Posição Goleiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2001–2006
2006–2011
2011–2012
2012–2013
2013–2015
2015–2018
2018
Brasil Paulista
Portugal Nacional
Portugal Porto
Portugal Olhanense
Grécia Panetolikos
Portugal Arouca
Portugal BoaVista
000 000
000 104 0000 (0)
000 1 0000 (0)
000 25 0000 (0)
000 58 0000 (0)
000 89 0000 (0)
000 5 0000 (0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 29 de junho de 2018.

O guardião, ex-Nacional, Olhanense, FC Porto, Panetolikos e Arouca, renovou recentemente o vínculo com o seu atual clube (Boavista ) até o ano de 2021, quando completará 40 anos.

CarreiraEditar

Rafael se destacou bastante na Copa do Brasil de 2005, o Paulista de Jundiaí estava com um excelente elenco, e com sua presença no gol do "galo" a confiança da torcida de fazer uma ótima Copa do Brasil estava de excelente tamanho. Se garantiu bem sofrendo poucos gols durante as partidas, fechando as redes de sua equipe, que obtera na maioria das ocasiões exatamente os resultados que estava precisando para se classificar para a fase superior. Venceram o Internacional e o Figueirense nos Pênaltis, eliminaram o Cruzeiro por um gol de diferença no placar geral. Na final venceram o Fluminense no primeiro jogo, que foi em Jundiaí-SP, por 2x0, e conseguiram um empate fora de casa por 0x0, e assim com um time que não é um dos grandes do futebol brasileiro, e que estava disputando a série b, mas estava com excelentes jogadores, Rafael foi campeão da Copa do Brasil de 2005. No brasileiro da série b 2005 não tiveram uma boa campanha, se salvaram nas partidas finais para não caírem para a terceira divisão. No ano de 2006 foi totalmente o oposto, terminaram a série b em quinto lugar, por pouco não subiram para série a, e Rafael no meio do ano fora contratado para o futebol português, pois estava em excelente fase, sendo um dos destaques do paulista no estadual, onde defendeu penalidades, destacou-se também na Libertadores de 2006, onde apesar de não terem ido para a terceira fase, o time não teve uma campanha tão ruim, empataram por 0x0 no Equador e em casa venceram o River Plate da Argentina por 2x1. Novamente mostrou-se como um goleiro de confiança no Nacional, e assim o Porto teve interesse pelo goleiro, que o contratou, e ficou como reserva de Helton.

   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.