Relações entre Egito e Israel

As relações entre Egito e Israel são as relações diplomáticas estabelecidas entre a República Árabe do Egito e o Estado de Israel. Ambos são vizinhos, com uma extensão de 266 km na fronteira entre os dois países. O Egito possui uma embaixada em Telavive e um consulado em Eilat. Israel possui uma embaixada no Cairo e um consulado em Alexandria.

Relações entre Egito e Israel
Bandeira do Egito   Bandeira de Israel
Mapa indicando localização do Egito e de Israel.
  Egito
  Israel

HistóriaEditar

Desde a criação de Israel, em 1948, o Egito foi o líder de outros países árabes na restauração dos direitos palestinos nos territórios ocupados. De 1948 a 1973, o Egito como um importante ator nos conflitos árabe e palestino, liderou as nações árabes em suas guerras contra Israel. No entanto, com os acordos de Camp David e o tratado de paz firmado em 1979, começou uma nova era nas relações entre os dois países. Após a assinatura deste tratado, o Egito perdeu o seu papel de liderança no Mundo Árabe sobre os conflitos árabe-israelenses, distanciou-se de alguns de seus aliados árabes no Oriente Médio e construiu laços mais estreitos com os Estados Unidos e Israel. Como resultado, Egito e Israel tornaram-se aliados estratégicos.[1]

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.