Abrir menu principal

República Autônoma Albanesa de Korçë


Republika Shqipëtare Korçë
República Autônoma Albanesa de Korçë

Protetorado da França

1916 – 1920

Bandeira de República de Korçë

Bandeira

Localização de República de Korçë
Albânia após a fragmentação em 1916.[1]
Continente Europa
Região Bálcãs
País Albânia
Capital Korçë
Língua oficial albanês
Governo governo local de 14 membros
Prefeito da Polícia[2] Themistokli Gërmenji
Período histórico Primeira Guerra Mundial
 • 10 de Dezembro de 1916 Protocolo assinado
 • 15 de Julho de 1920 Exército Francês se retira

República Autônoma Albanesa de Korçë (em albanês: Republika Autonome Shqipëtare e Korçës) foi um Estado autônomo que foi estabelecido em 1916 pelas forças francesas locais, após a cidade de Korçë cair sob seu controle durante a Primeira Guerra Mundial, e que durou até 1920.

Devido à evolução da Frente Macedônia da Primeira Guerra Mundial a cidade de Korçë ficou sob controle francês (1916-1920). Durante esse tempo, 14 representantes de Korçë e o coronel francês Descoins assinaram um protocolo que proclamou a República Autônoma Albanesa de Korçë sob a proteção militar do exército francês e com Themistokli Gërmenji como Prefeito da Polícia.[3][4]

As novas autoridades introduziram o albanês como língua oficial e restituíram as escolas gregas com as albaneses, que foram proibidas durante a administração grega da cidade. [5][6] Houve também uma escola francesa em Korçë e um de seus muitos estudantes foi Enver Hoxha, [7] que foi aprendiz (1927-1930) e depois professor (1937-1939). [8] Ele viria se tornar o primeiro-secretário do Partido do Trabalho da Albânia, servindo desde 1941 até sua morte em 1985. [7]

Referências

  1. Stein, Jonathan P. (2000). The Politics of National Minority Participation in Post-Communist Europe: State-Building, Democracy, and Ethnic Mobilization. [S.l.]: M.E. Sharpe. p. 171. ISBN 9780765605283 
  2. Jaume Ollé (15 de julho de 1996). «Republic of Korçë (1917–1918)». Cópia arquivada em 12 de janeiro de 2011. Themistokli Gërmenji was the head of executive power with the title of Prefect of Police. 
  3. Schmidt-Neke, Michael (1987). Enstehung und Ausbau der Königsdiktatur in Albanien, 1912–1939. [S.l.]: Oldenbourg Wissenschaftsverlag. p. 43. ISBN 978-3-486-54321-6 
  4. Pearson, Owen (2004). Albania and King Zog: independence, republic and monarchy 1908–1939. [S.l.]: I.B.Tauris. p. 103. ISBN 978-1-84511-013-0 
  5. Pearson, Owen (2 de fevereiro de 2006). Albania in the Twentieth Century, A History: Volume I: Albania and King Zog, 1908–39. [S.l.]: I.B.Tauris. p. 103. ISBN 978-1-84511-013-0 
  6. Vickers, Miranda (2006) [1995]. «The Reign of Prince Wied». The Albanians: a modern history. London: I.B. Tauris. p. 90. ISBN 1-86064-541-0. Albanian became the official language and Albanian schools replaced Greek ones 
  7. a b Jaume Ollé (15 de julho de 1996). «Republic of Korçë (1917–1918)». Cópia arquivada em 12 de janeiro de 2011. Its most famous student, and later French teacher, was Enver Hoxha 
  8. «Liceu Francez i Korçës» [French High School in Korçë] (em Albanian). Korçë: Bashkia Korçë. 2010. Cópia arquivada em 14 de janeiro de 2011. Nxënës (1927–1930) dhe mësues (1937–1939) i këtij liceu ka qenë edhe Enver Hoxha. / Apprentice (1927–1930) and teacher (1937–1939) of the Lyceum was the Enver Hoxha. 

FontesEditar

Ligações externasEditar