Abrir menu principal
   |- style="font-size: 85%;"
       |Erro::  valor não especificado para "nome_comum"


Zuid-Afrikaansche Republiek
República Sul-Africana
1852-1877 – 1881-1902
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Lema nacional
Eendragt maakt magt
(Português: "A união faz a força")
Hino nacional
Volkslied van Transvaal


Localização de {{{nome_comum}}}
Continente África
Capital Potchefstroom
Pretória
Língua oficial neerlandês
Outros idiomas inglês, ndebele do sul, sepedi, tsonga, tsuana, venda, zulu
Religião Igreja Reformada Neerlandesa
Governo República
Legislatura Volksraad
História
 • 1852-1877 Fundação
 • 1881-1902 Dissolução
População
 • 1870 est. 120 000 
Moeda libra sul-africana

A República Sul-Africana (informalmente conhecida como República do Transvaal), foi uma república autoproclamada em 1857, a partir do Great Trek ("a grande jornada") dos boers que fugiram da Colónia do Cabo, ocupada pelos britânicos, devido à abolição da escravatura em 1835.

Esta república ocupava a região correspondente ao que seria mais tarde (de 1910 e 1994) a província do Transvaal, situada no norte da África do Sul e com capital em Pretória.

Seu território foi primeiramente anexado pelos britânicos em 12 de abril de 1877, sob o pretexto, entre outros, de que a república bôer havia fracassado na "pacificação" do povo Bapedi, liderado por Sekhukhune. Segundo Sir Theophilus Shepstone, a tibieza demonstrada pelos bôeres no confronto com os nativos ameaçava destabilizar as colônias britânicas do Cabo e Natal.[1]

A sua independência foi restaurada em 1881 e novamente terminou em 1900, quando foi definitivamente anexada pelos britânicos durante a Segunda Guerra dos Bôeres.

Presidentes da República Sul-AfricanaEditar

Referências

  1. South African History Online.King Sekhukhune

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre a África do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.