Resultados do Carnaval do Rio de Janeiro em 1937

Nesta página estão listados os resultados dos concursos de escolas de samba, ranchos carnavalescos e sociedades carnavalescas do carnaval do Rio de Janeiro do ano de 1937. Os desfiles foram realizados entre os dias 7 e 9 de fevereiro de 1937.

A Vizinha Faladeira venceu o desfile das escolas de samba, conquistando seu primeiro título de campeã do carnaval carioca. A escola apresentou o enredo "Uma Só Bandeira", em homenagem às bandeiras nacional e dos estados brasileiros. O desfile dividiu opiniões e foi comparado ao dos ranchos devido ao luxo de suas alegorias. A própria comissão julgadora do concurso criticou a utilização de um automóvel e cavalos na comissão de frente da Vizinha. A Portela ficou com o vice-campeonato com um desfile sobre o carnaval. Algumas escolas não foram julgadas, dentre elas, a Estação Primeira de Mangueira e a campeã do ano anterior, Unidos da Tijuca.[1][2][3]

União das Flores foi o campeão dos ranchos.[4] Clube dos Democráticos conquistou o título do concurso das grandes sociedades.[5]

Escolas de sambaEditar

O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro de 1937 foi realizado no domingo, dia 7 de fevereiro do mesmo ano, na Praça Onze. O concurso foi organizado pela União das Escolas de Samba (UES). Foram inscritas 32 agremiações, mas apenas 16 foram julgadas, porque, em determinada hora, o delegado Dulcídio Gonçalves mandou desligar a corrente elétrica e retirar o cordão de isolamento e o policiamento do local alegando que o evento havia ultrapassado o horário permitido. Os julgadores deixaram o coreto de avaliação e foram embora do local. Com isso, algumas escolas não foram julgadas, entre elas, a campeã do ano anterior, Unidos da Tijuca, o Prazer da Serrinha, e a Estação Primeira de Mangueira, que apresentaria o enredo "O Senhor dos Compositores de Morro".[6][7]

JulgadoresEditar

Quatro julgadores avaliaram as escolas: Raul Alves (do Jornal A Pátria); Carlos Ferreira (Jornal A Batalha); Abílio Harry Alves (Departamento de Turismo); e Lourival Pereira (Jornal O Jornal). Romeu Arede estava selecionado mas não compareceu.[6]

ClassificaçãoEditar

Vizinha Faladeira foi a campeã, conquistando seu primeiro título no carnaval carioca. Apresentando o enredo "Uma Só Bandeira", em homenagem às bandeiras nacional e dos estados brasileiros, a escola impressionou pelo luxo de suas alegorias. A comissão de frente foi formada por um automóvel decorado seguido por seis homens fantasiados e montados em cavalos. Para iluminação, utilizou quarenta gambiarras de lampiões de carbureto, enquanto as demais escolas utilizaram velas e lamparinas. Destaque também para as fantasias de seda. A bateria da Vizinha apresentou instrumentos de sopro, o que não era proibido pelo regulamento daquele ano.[8]

O desfile da escola dividiu opiniões. A própria comissão julgadora, que deu o título à Vizinha, elaborou uma nota contestando a utilização de automóveis e cavalos, sinalizando que tal ato descaracterizava um desfile de escola de samba. O Jornal Gazeta de Notícias comparou a apresentação da Vizinha aos desfiles de ranchos, na época, mais luxuosos e opulentos que os das escolas. Vice-campeã, a Portela realizou um desfile sobre o carnaval.[1][9]

Legenda:      Campeã  *  Sem informação disponível
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Vizinha Faladeira Uma Só Bandeira * 187
2 Portela O Carnaval Lino Manuel dos Reis 175
3 Depois Eu Digo Sonho de Malandro - A Primavera no Morro * 163
4 Unidos da Mangueira * * 161
5 Unidos do Tuiuti * * 129
6 União Parada de Lucas * * 119
7 Azul e Branco do Salgueiro Voando para o Rio * 118
8 Papagaio Linguarudo * * 113
9 Cada Ano Sai Melhor * * 105
Mocidade Louca de São Cristóvão * *
10 Unidos de Cavalcante * * 94
11 União Barão da Gamboa * * 93
12 Paraíso do Grotão * * 91
13 Unidos do Salgueiro * * 90
14 Fiquei Firme * * 89
15 Filhos do Deserto * * 78

Ranchos carnavalescosEditar

O desfile dos ranchos foi organizado pelo Jornal do Brasil e realizado a partir das 20 horas e 10 minutos da segunda-feira, dia 8 de fevereiro de 1937, na Avenida Rio Branco.[10][11]

Ordem dos desfiles
  1. Rouxinol de Bangu
  2. Decididos de Quintino
  3. Recreio dos Lavradores
  4. União das Flores
  5. Parasitas de Ramos
  6. Última Hora
  7. Caprichosos Unidos do Brasil

Julgadores

Os ranchos foram avaliados por quatro julgadores.[4]

Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4
Freire Júnior Armando Viana Magalhães Correia Dr. Abadie Rosa

NotasEditar

A apuração do resultado foi realizada na quarta-feira, dia 10 de fevereiro de 1937, na sede do Jornal do Brasil.[4]

Legenda:      Campeão  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2  J3  Julgador 3  J4  Julgador 4
Rancho Notas Total
J1 J2 J3 J4
Rouxinol de Bangu 40 69 70 60 239
Decididos de Quintino 51 75 82 69 277
Recreio dos Lavradores 42 74 61 59 236
União das Flores 76 82 88 82 328
Parasitas de Ramos 61 77 82 73 293
Última Hora 52 62 80 64 258
Caprichosos Unidos do Brasil 51 46 56 51 204

ClassificaçãoEditar

União das Flores foi o campeão.[12][4]

Col. Rancho Enredo Pontos Premiação
1 União das Flores Cidade Cristã do Oriente 328 5:000$000
2 Parasitas de Ramos Reinado Maldito 293 3:000$000
3 Decididos de Quintino Literatura e Música da Nossa Pátria 277 1:000$000
4 Última Hora Garimpos do Brasil 258 1:000$000
5 Rouxinol de Bangu Vitoria Régia 239 -
6 Recreio dos Lavradores Vida na Roça 236 -
7 Caprichosos Unidos do Brasil Aventuras Eternas 204 -

Sociedades carnavalescasEditar

O desfile das grandes sociedades foi realizado a partir da noite da terça-feira de carnaval, dia 9 de fevereiro de 1937, na Avenida Rio Branco.[5]

Ordem dos desfiles
  1. Pierrôs da Caverna
  2. Clube dos Democráticos
  3. Congresso dos Fenianos
  4. Clube dos Fenianos
  5. Tenentes do Diabo

ClassificaçãoEditar

Clube dos Democráticos foi o campeão.[13][5]

Col. Sociedade
1 Clube dos Democráticos
2 Tenentes do Diabo
3 Clube dos Fenianos
4 Pierrôs da Caverna
5 Congresso dos Fenianos

Referências

  1. a b Cabral 2011, pp. 123-125.
  2. «Resultado 1937». Galeria do Samba. Consultado em 17 de abril de 2018. Cópia arquivada em 17 de abril de 2018 
  3. «Resultado 1937». Site Sambario Carnaval. Consultado em 29 de abril de 2018. Cópia arquivada em 18 de março de 2017 
  4. a b c d «Resultados - Ranchos 1937». Jornal do Brasil: 13. 11 de fevereiro de 1937. Consultado em 18 de março de 2019. Cópia arquivada em 18 de março de 2019 
  5. a b c «Resultado - Grandes Sociedades 1937». Jornal do Brasil: 13. 11 de fevereiro de 1937. Consultado em 18 de março de 2019. Cópia arquivada em 18 de março de 2019 
  6. a b «Resultado 1937». Site Academia do Samba. Consultado em 17 de abril de 2018. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2018 
  7. «História das Escolas: Os principais fatos que marcaram a ascensão desta forma de manifestação carnavalesca». Folha de São Paulo. Consultado em 10 de julho de 2020. Cópia arquivada em 10 de julho de 2020 
  8. «Vizinha Faladeira». Site Sambario Carnaval. Consultado em 22 de fevereiro de 2019. Cópia arquivada em 6 de outubro de 2018 
  9. «Portela 1937». Site da Portela. Consultado em 18 de março de 2019. Cópia arquivada em 23 de dezembro de 2018 
  10. «O Dia dos Ranchos 1937». Jornal do Brasil: 13. 12 de fevereiro de 1937. Consultado em 18 de março de 2019. Cópia arquivada em 18 de março de 2019 
  11. «O Dia dos Ranchos: Deslumbrante o desfile dos préstitos das pequenas sociedades». O Globo: 5. 10 de fevereiro de 1937. Consultado em 26 de novembro de 2019. Arquivado do original em 26 de novembro de 2019 
  12. Riotur 1991, p. 171.
  13. Riotur 1991, p. 165.

BibliografiaEditar