Retrato de Pietro Aretino

pintura de Ticiano

Retrato de Pietro Aretino é uma pintura a óleo sobre tela, realizada em 1545 por Tiziano, mestre do renascimento veneziano. Integra a coleção da Sala di Venere, na Galleria Palatina, no Palazzo Pitti, em Florença.

Retrato de Pietro Aretino
Retrato de Pietro Aretino
Autor Tiziano
Data 1545
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 96.7 × 76.6 
Localização Palazzo Pitti, Florença

A obra chegou a Florença no ano da sua execução (1545) como presente do próprio Pietro Aretino a Cosme I de Médici. O homem de letras toscano viveu em Veneza, e era amigo de Ticiano, que fez o seu retrato acentuando as características perturbadoras da personagem. Os tribunais europeus temiam, de facto, este escritor polémico, ferozmente satírico e provocador.

Trata-se de uma poderosa pintura ao estilo de Michelangelo, e que é justamente considerada uma das obras-primas do retrato de Ticiano. É característica das suas obras posteriores quando o pintor experimentou um estilo "esboçado", evidenciado aqui pelo manto inacabado, esplêndido na sua representação das dobras e reflexos do tecido, mas embelezado com moderação. Esta licença artística, conhecida como o estilo "inacabado" dos últimos anos de Ticiano, não parecia ser completamente compreendida por Aretino que, apesar de ser amigo e admirador do artista, o acusou de apressar a obra. Mesmo assim, sobre a sua representação, o retratado Pietro Aretino fez este julgamento: "Ela respira, tem pusação e conduz a mente na direção em que vejo a vida."[1]

Ver também editar

Referências

  1. uffizi.it. «Portrait of Pietro Aretino». Consultado em 9 de abril de 2021 

Bibliografia editar

  • Wethey, Harold (1971). The Paintings of Titian. II. Londres: London Phaidon. pp. 116–117 

Ligações externas editar