Abrir menu principal

Wikipédia β

Ricarda da Suábia

Ricarda da Suábia
Ricarda em vitral da Igreja de Santo Wendelin.
Rainha da Frância Ocidental
Reinado 12 de dezembro de 884 - 13 de janeiro de 888
Rainha da Frância Oriental
Reinado 12 de dezembro de 884 - 11 de novembro de 887
Imperatriz do Sacro Império Romano-Germânico
Reinado 12 de fevereiro de 88113 de janeiro de 888
 
Cônjuge Carlos, o Gordo
Dinastia Ahalofingas
Carolíngia
Nascimento 840
  Alsácia, França
Morte 18 de setembro de 895 (55 anos)
  Abadia de Andlau, Alsácia, França
Enterro Abadia de Andlau
Pai Erchanger, conde de Nordgau
Religião Catolicismo

Ricarda da Suábia ou Santa Ricarda de Andlau (em francês: Richarde de Souabe, em alemão: Richardis; Alsácia, 840 – Abadia de Andlau, 18 de setembro de 895) foi imperatriz do Sacro Império Romano Germânico e rainha dos Frância ocidental e oriental como esposa de Carlos III. Foi canonizada em 1049 e é comemorada no dia é 18 de setembro.

BiografiaEditar

Nasceu na Alsácia, filha de Erchanger, conde de Nordgau, da família dos Ahalolfingas. Se casou com Carlos III em 862 e foi coroada em Roma pelo Papa João VIII em 881. Não tiveram filhos.

Tanto Ricarda como Carlos, segundo se indica em 887, foram acusados de adultério, por isso o seu matrimônio não foi consumado. Nessa crise, o seu esforço por derrocar o poderoso e odiado Liutuardo, grão-chanceler de Carlos, Ricarda e Liutuardo foram acusados ​​por Carlos e seus cortesãos de adultério. Ela foi colocada sob o teste de fogo, no qual passou com êxito.

Posteriormente se retirou para a abadia de Andlau, que ela mesma havia fundado no ano de 880, e onde a sua sobrinha Rotrod era abadessa. Ricarda havia sido previamente abadessa de casas religiosas nas abadias Säckingen e Zurique). Morreu em Andlau em 18 de setembro e foi enterrada ali.

CultoEditar

Ricarda foi canonizada mais tarde pela a Igreja Católica Romana e os seus restos foram transladados em novembro de 1049 pelo Papa Leão IX no túmulo mais lustroso na recém reconstruido igreja da abadia. O túmulo actual data do ano de 1350.

Ricarda é padroeira de Andlau, e protetora dos incêndios. Sua iconografia se refere á sua condição de imperatriz, monja e sua prova de fogo.

BibliografiaEditar

  • Ekkart Sauser, Richardis (Richarde, Richgarda, Richkart): hl. Kaiserin|spalten=1141-1142
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ricarda da Suábia