Abrir menu principal

Ricardo Cardoso Guimarães, o Cadum, (São Paulo, 4 de fevereiro de 1959) é um basquetebolista brasileiro.[1].

Cadum
Informações pessoais
Nome completo Ricardo Cardoso Guimarães
Data de nasc. 04 de outubro de 1959 (59 anos)
Local de nasc. São Paulo,  São Paulo,  Brasil
Altura 2,00
Peso 92 kg
Apelido Cadum
Informações no clube
Clube atual Aposentado (2000)
Número 9
Posição Armador
Clubes de juventude
1970-1978 Brasil São Paulo Pinheiros
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
1978-1987
1987-1988
1988-1989
1989-1991
1991-1993
1993-1996
1996-1997
1997-1998
1998-1999
2000
Brasil São Paulo Monte Líbano
Brasil São Paulo T.C. Campinas
Brasil Rio de Janeiro Flamengo
Brasil São Paulo Sírio
Brasil São Paulo Palmeiras
Brasil São Paulo Dharma Yara
Brasil São Paulo Pinheiros
Brasil São Paulo Palmeiras
Brasil Minas Gerais Uberlândia
Brasil São Paulo Hebraica
Seleção nacional
1979-1992 Brasil Seleção Brasileira de Basquetebol
Medalhas
Campeonato Sul-Americano de Basquetebol Masculino
Prata Argentina Bahia Blanca 1979 Brasil
Ouro Brasil São Paulo 1983 Brasil
Bronze Paraguai Assunção 1987 Brasil
Ouro Equador Machala e Guaiaquil 1989 Brasil
Jogos Pan-Americanos
Prata Venezuela Caracas 1983 Brasil
Ouro Estados Unidos Indianápolis 1987 Brasil

É filho da basquetebolista Maria Aparecida Cardoso, a Cida, pivô da seleção brasileira feminina na década de 1950, e sobrinho de Maria Helena Cardoso, a grande estrela da seleção brasileira feminina na década de 1960, e técnica campeã nos Jogos Pan-Americanos de 1991[2], Cadum deu seguimento á tradição da família no basquete, tornando-se um dos maiores jogadores de sua geração.

Começou sua carreira nas categorias de base do Pinheiros, logo destacando-se e chamando a atenção do Monte Líbano, que no ano de 1978 resolveu montar uma forte equipe para a disputa do Campeonato Paulista de Basquete, apostando em jovens promessas como Israel, André, além do próprio Cadum. Nascia ali um dos maiores esquadrões da história do basquete brasileiro, que viria a dominar a próxima década com a conquista de cinco Taças Brasil (sendo quatro consecutivas) e três campeonatos paulistas.

Após 1dez anos de clube, deixou o Monte Líbano para ir jogar no Flamengo, em 1988. Teve passagens ainda por outros grandes clubes como Sírio, Palmeiras, Dharma Yara, Pinheiros, Uberlândia e Hebraica, onde encerrou sua carreira aos 40 anos de idade, no ano 2000.

Pela seleção brasileira, Cadum disputou dois mundiais - 1982 e 1990 - e quatro Olimpíadas - 1980, 1984, 1988 e 1992.[3]

Foi bicampeão sul-americano em 1983 e 1989, e campeão dos Jogos Pan-Americanos de 1987, a sua grande conquista na carreira.

Índice

TítulosEditar

Referências

  1. CBB. «Cadum». Consultado em 14 de maio de 2014 
  2. Revista Placar. «Craque e alma do Monte Líbano». Consultado em 19 de setembro de 2015 
  3. SR/Olympic Sports. «Cadum: Bio, Stats and Results». Consultado em 19 de maio de 2014