Richard FitzRalph

Richard FitzRalph (também Fitz Ralph; c. 1300 em Irlanda16 de dezembro de 1360 em Avinhão) foi um teólogo e professor universitário irlandês, e também arcebispo de Armagh que viveu durante o século XIV.

Vida e obraEditar

FitzRalph nasceu numa família burguesa da origem hiberno-normanda em Dundalk, Irlanda. Se têm notícias de êle como ex-aluno e professor do Balliol College, na Universidade de Oxford em 1325 (ista à primeira notícia conhecida de êle). Por volta de 1331, foi maestro em Teologia, e pouco tempo depois foi vice-chanceler da Universidade. Isto foi um sucesso sem predecentes práticamente para uma pessoa que aínda não tinha feito os 40 años, e aínda menos para um irlandés (aínda que Prince, na sua obra "Worthies of Devon" dize que êle provinha de Devon). [1]

Como vice-chanceler, FitzRalph afrontou a crise causada pela famosa secessão de mestres e estudantes a Stamford, em Lincolnshire, e talvez este assunto poderia ter causado a sua primeira visita na corte papal em Avinhão em 1334. Voltou a Inglaterra no ano seguinte, despois de ter sido nomeado Deão da catedral de Lichfield. Em 1337 foi obligado outra vez a visitar Avinhão, onde permaneceu até 1344. O 31 de Julho de 1346, foi consagrado como arcebispo de Armagh. En ambas posições foi apreciado como um administrador competente.

A partir de 1344, FitzRalph começou a registrar em forma de diário os seus sermões. Os mais curtos e insubstanciais foram resumidos, enquanto os sermões mais longos, eruditos e teológicos foram transcritos na sua totalidade. Isto se pode dizer en especial dos sermões que predicou em Avinhão. Ambas formas de sermões foram escritos em latim, e manifestam o seu amor pelo estudo, compartido por amigos como Richard de Bury. Se crê também que enviou a muitos dos seus sacerdotes a estudar a Oxford para aumentar os seus conhecimentos. Os seus escritos incluem as suas idéias sobre o infinito, a predestinação e o Livre-arbítrio. Como os seus compatriotas irlandeses Henry Crumpe e John Whitehead, esteve implicado na controvérsia co'os frades Franciscanos.

Os textos demostram que FitzRalph estava preocupado pelos problemas sociais de Irlanda – vinte e nove sermões foram predicados em Dundalk, Drogheda, Dublin e diversos lugares do condado de Meath a eclesiásticos (aos que criticava pela sua pouca vocação), mercadores (aos que atacava por gastar demais em extravaganças e por práticas comerciais deshonestas) e ao pobo em geral, onde era um predicador muito popular. Num tempo onde a miúde tinham relações raciais hostiles entre os colonos e os nativos, êle tomó uma posição digna e honorável denunciando a discriminação contra os irlandeses que falavam gaélico. Aínda que às vezes era severo, isto estava compensado pela sua aproximação muito séria mais também justa e equânime ao pobo ao que predicava, ja fosse da origem anglo-normando, ou gaélico.

Visitou Avinhão por terceira vez nos anos 1349–1351, onde se crê que participou nas negociaciões entre a Igreja Apostólica Armênia e o Papa Clemente VI. A sua informação sobre a Peste Negra é a primeira constatação da sua chegada a Irlanda. Desde a sua volta a Irlanda em 1351 se involucrou no que foi uma campanha pessoal às vezes dura contra diversas ordens mendicantes. Êle desejava que os seus privilégios em relação à confessão, à predicação, e a outros atos que estavam emfraquecendo o seu clero secular foram revogados. Como conseqüência de isto, êle fez uma quarta visita a Avinhão em 1357 para tratar o tema co'o Papa Inocêncio VI. Morreu alí o 16 de Dezembro de 1360. Em 1370, os seus restos mortais foram enterrados na Igreja de São Nicolás, Dundalk, onde foi venerado durante vários séculos e se documentaram milagres relacionados com êle.

É possível que FitzRalph fosse chanceler na Universidade de Oxford em 1360.[2]

ReferênciasEditar

  1. Prince, John (1810). Danmonii orientales illustres or The Worthies of Devon (nova ed.). Rees and Curtis. (em inglês)
  2. Hibbert, Christopher, ed. (1988). "Appendix 5: Chancellors of the University". The Encyclopaedia of Oxford. Macmillan. pp. 521–522. ISBN 0-333-39917-X. (em inglês)

FontesEditar

  • "Latin Learning and Literature in Ireland, 1169–1500", A.B. Scott, em "A New History of Ireland" (Uma nova história de Irlanda), volume I, 2005. (em inglês)
  • Biografía, Artigo em New Advent Catholic Encyclopedia. (em inglês)

Ligações externasEditar