Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rio Coreaú
Granja - panoramio - Claudio Oliveira Lim….jpg

O Rio na ponte metálica de Granja.

Localização
País
Localização
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
150 km
Hidrografia
Tipo
País(es) da
bacia hidrográfica
Nascente
Afluente
principal
Foz

O rio Coreaú é um rio brasileiro que banha o estado do Ceará.[1]

Primitivamente Curuayú, de curiá (ave aquática de pequeno porte) + iú (do verbo beber), donde se forma bebedouro dos curiás. Segundo Silveira Bueno1, curiá=pato pequeno, ou marreco, e u=água, rio, portanto, rio dos marrecos. Derivado da mesma origem, existe o rio Curiaú, no estado do Amapá.

O rio Coreaú fica situado no Vale do Coreaú nos municípios de Ibiapina, onde fica sua nascente, Frecheirinha, Mucambo, Ubajara, Coreaú, Moraújo, Uruoca, Granja e Camocim, onde deságua no Oceano Atlântico.[2]

Ponte ferroviária em Granja sobre o Rio Coreaú.

Condições pluviométricasEditar

Está totalmente inserido em uma região de clima semi-árido bando e tropical quente subúmido[3], ou seja, é um rio temporário com débito sujeito às variações pluviométricas típicas da região, que é marcada por um período chuvoso que vai de janeiro a maio e um período seco que vai de junho a dezembro.

Referências

  1. http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1650
  2. Bueno, Silveira (1987). Vocabulário Tupi-Guarani Português 5ª ed. São Paulo, 1987: Brasilivros Editora e Distribuidora Ltda 
  3. CRANDALL, RODERIC – Geografia, geologia, suprimento d’água, transporte e açudagem nos estados orientais do norte do Brasil, Parahyba, Rio Grande do Norte e Ceará. Rio de Janeiro, 1970. 137 p. (IFOCS – Serv. Geol. Séria I. Publicação, 4).
  Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.